Vargas Llosa condena ditadura

O escritor peruano Mario Vargas Llosa advertiu para o perigo de "ditaduras messiânicas" e "populismos catastróficos" em alguns países da América Latina. Segundo o Prêmio Nobel de Literatura de 2010, países como Cuba, Venezuela e Equador estariam perdendo espaço na região. Durante discurso proferido em Santo Domingo, enquanto recebia o título de Doutor Honoris Causa pela universidade Apec, Vargas Llosa ressaltou o recente progresso das democracias latino-americanas. "Ficou para trás, felizmente, o

O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2011 | 03h07

tempo em que a América Latina apostava seu futuro nas bases da desordem, do autoritarismo e da anarquia. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.