Vânia Vilela expõe o cerrado brasileiro

A artista plástica Vânia Vilela volta a São Paulo com uma nova exposição individual, a partir do dia 6 de junho, na Skultura Galeria de Arte. A mostra Híbridos dá continuidade ao seu trabalho, inspirado na fauna da região do cerrado brasileiro. Vânia escolheu 20 peças, algumas bidimensionais e outras tridimensionais, feitas em chapas e vergalhões de ferro com acabamento em óxido natural e pintura automotiva. Nesta série individual, tamanduás, tatus e garças ganharam formas lúdicas, acrescentando lirismo à moderna escultura brasileira através de reproduções em ferro e madeira. A partir da mostra, Vânia reafirma seu mergulho contínuo na natureza, em que a ecologia se mistura à vivência dos homens, aves, mamíferos e répteis. "Não desejo descrever ou interpretar esta natureza, mas senti-la", declara a artista. Sua proposta é a retomada da relação que considera perdida entre o ser humano e o meio ambiente. Ela acredita que a arte do século 21 será voltada para os valores humanos e espirituais, "intuindo a humanidade a caminhar no sentido da verdadeira evolução". Conhecida por trabalhar mesclando diferentes materiais e texturas, Vânia apresentou em 1988 Bichos Híbridos, a primeira mostra desta série, simultaneamente na Avenida Paulista e Praça da Sé, onde foram expostos bichos de até 4,3 metros de altura. Artista mineira nascida em Uberlândia, Vânia também é pintora e designer, e já apresentou seus trabalhos nas principais cidades do País, como São Paulo, Rio de janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Ribeirão Preto e Brasília. A mostra vai até o dia 20 de junho. Veja mais sobre a obra da artista no site www.vixen.com.br/vaniavilela Serviço: Skultura Galeria de Arte (rua Bela Cintra, 2023)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.