Vandré comenta o passado político

MÚSICA

, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2010 | 00h00

O compositor Geraldo Vandré, autor de canções de protesto nos anos 1960, como Disparada , negou, em entrevista, na noite de sábado, no programa Dossiê ( Globo News) ter sido torturado pela ditadura militar. Vandré, 75 anos, revelou ainda ter planos de gravar em espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.