Valor dos astros

Pesquisa diz que muitos salários são estratosféricos, e vão continuar assim

SCOTT COLLINS , LOS ANGELES TIMES, O Estado de S.Paulo

19 Julho 2012 | 03h10

Chelsea Handler pode não ter muitos espectadores, mas é muito bem paga por quem assiste ao seu Chelsea Lately. Jon Stewart é outro que dá risada sempre que vai ao banco. E já passou da hora de o apresentador da CNN Anderson Cooper revelar que é extremamente bem pago. Mas nem todos os astros da TV triunfaram na conversa com os executivos na mesa de negociações. Ashton Kutcher pode ter embolsado US$ 17 milhões por ano para substituir Charlie Sheen em Two and a Half Men, mas esta quantia não equivale ao resgate de um rei, levando-se em conta a audiência que o programa atrai (a soma é também inferior à que Sheen recebia). Ted Danson é excelente negócio para a CBS com sua participação em CSI.

Estas são algumas conclusões tiradas com base na observação do poder de atrair cachês expressivos de um seleto grupo de atores e apresentadores de TV. Reunimos dados sobre seus salários após entrevistas com agências de talentos, empresários e executivos de emissoras.

A pesquisa mostra quanto cada personalidade recebe por espectador e quais os astros que ganham dinheiro demais. Conclusão inicial: na TV, a remuneração é ilógica como em qualquer ramo de atividade.

Embora os salários dos astros da TV pareçam astronômicos para as pessoas comuns, tais somas são condizentes com o que ganham mitos de outras áreas. Tom Cruise levou US$ 75 milhões entre maio de 2011 e maio de 2012. Jogadores de beisebol como Alex Rodriguez e Albert Pujols têm contratos de mais de um ano, ganhando cada um mais de US$ 200 milhões.

Como regra, os programas noturnos atraem jovens adultos, justamente o público que mais interessa aos anunciantes. Isto ajuda a explicar os cheques altos de Stewart, David Letterman e Craig Ferguson. Em relação aos seriados, Modern Family é um imenso sucesso, mas Ty Burrell - apenas um dos atores que estrelam o programa - ficou em último lugar de nossa lista, recebendo só US$ 0,08 por espectador.

Quanto aos reality shows, entre eles o número um do ranking, American Idol, Jennifer Lopez e Ryan Seacrest não recebem nada perto do que a popularidade do programa pode sugerir. Não que J-Lo tenha motivos para reclamar: sua participação no programa deu novo vigor a uma carreira estagnada e a trouxe de volta às paradas.

Mas é preciso encarar a realidade: os salários dos astros da TV são estratosféricos de acordo com todos os critérios. E é provável que continuem assim, especialmente conforme a intensa concorrência faz os executivos das emissoras recorrerem a medidas cada vez mais desesperadas. / TRADUÇÃO DE AUGUSTO CALIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.