Vallejo denuncia e ganha prêmio

A 25.ª edição da Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México, começou ontem com o polêmico escritor colombiano, naturalizado mexicano, Fernando Vallejo (A Virgem dos Sicários) acusando o governo mexicano de se parecer cada vez mais com o regime despótico do venezuelano Hugo Chávez. Ele se referiu diretamente ao conservador Partido de Ação Nacional. Vallejo, que teve de sair da Colômbia por ameaças de morte, foi homenageado na feira com o prêmio FIL (Feira Internacional do Livro de Guadalajara). Ganhou US$ 150 mil e doou o prêmio a associações de proteção aos animais de Xalapa e Cidade do México. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.