"Vale Tudo" vira hit em Portugal

Mal aceita pela platéia hispânica nos Estados Unidos, a novela Vale Tudo, de Gilberto Braga, vem alavancando a audiência do canal pago GNT de Portugal ? e trata-se de uma reprise da produção original, de 1988, que já tinha ido ao ar lá via TV aberta. A comparação vale por estarmos tratando aí de dois públicos com perfil conservador, embora novela brasileira em Portugal sempre tenha sido receita fácil de sucesso. Já no México, novela brasileira sempre enfrentou certa resistência e, quando é exibida, vai ao ar no fim de noite, por ser considerada muito liberal.Nos EUA, onde a maioria dos hispânicos é mexicana ? e tem adoração extra pela figura materna ?, as maldades de Maria de Fátima Acioli contra a própria mãe, Raquel Acioli, foram rejeitadas.A Vale Tudo da Telemundo (Vale Todo) foi uma co-produção com a Globo, feita especialmente para esse mercado, com elenco de língua espanhola. A dose de cinismo até foi reduzida, mas não adiantou. ?Eu nunca teria escolhido Vale Tudo para um mercado conservador. Disse isso na Globo, mas ninguém me deu ouvidos?, disse Gilberto Braga. ?Vale Tudo é uma novela cheia de cinismo. Sem cinismo, pode ter sobrado o quê??, questiona o autor da atual Celebridade.Em Portugal, o cinismo atrai audiência, como aconteceu aqui, quando o país parou para acompanhar o capítulo em que a vilã Odete Roitman (Beatriz Segall) é assassinada e transformou em chiste a pergunta "quem matou Odete Roitman?. Com a exibição de capítulos especiais (com duas horas de duração), nos fins de semana, Vale Tudo rendeu ao GNT de Portugal (canal da Globosat, composto por produções da TV Globo e dos canais pagos da Globo) um crescimento de 152% aos sábados, entre 21 e 22 horas. Desde outubro, o canal ocupa o 3.º lugar no cabo. Aos domingos, o GNT cresceu 42% entre 20 e 22 horas. Com isso, ocupa, nesse horário, o 3.º lugar no cabo, com quase meio milhão de espectadores. Os números são da Marktest - Telereport / Audicabo / Total Cabo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.