Vale prestar atenção nos cenários

Ainda que o formato 3D seja uma aposta ousada, que o maior desafio ainda seja contar uma boa história, é a fase de pesquisa que faz de Carros 2 um filme único. "O processo foi meticuloso. Nossa equipe, formada por profissionais de várias áreas, viajou para todos os países, fotografou, conversou com locais, contatou tradutores? Tudo para que os cenários, ainda que "carrificados", fossem quase reais, para que os letreiros fizessem sentido, para que os diálogos, mesmo em outras línguas, fossem autênticos", contam os roteiristas Ben Queen e Nathan Stanton.

Flavia Guerra, O Estado de S.Paulo

23 Junho 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.