Reuters
Reuters

Universitária dos EUA é a mulher mais baixa do mundo

Bridgette Jordan, 22 anos e 69 centímentros de altura, entrou para o livro dos recordes

REUTERS

20 de setembro de 2011 | 17h21

CHICAGO (Reuters) - Uma universitária norte-americana de 69 centímetros de altura, cujos hobbies incluem dançar e atuar como "cheerleader", é a mulher mais baixa do mundo, de acordo com o livro dos recordes Guinness.

Bridgette Jordan, de 22 anos, e seu irmão mais novo, Brad, de 98 centímetros, foram também citados como "os mais baixos irmãos vivos".

Brad Jordan, de 20 anos, gosta de caratê, ginástica, basquete e de realizar truques de mágica.

Os irmãos estudam no Kaskasia College, na cidade homônima da região central de Illinois, onde ambos nasceram com nanismo osteodisplásticos primordial de Majewski tipo 2.

Até então, o Guinness apontava como mulher mais baixa do mundo Elif Kocaman, moradora de Kadirli (Turquia), que mede 72 centímetros. A mulher mais baixa de todos os tempos de que se tem notícia é a holandesa Pauline Musters, que tinha 61 centímetros ao morrer de pneumonia, aos 19 anos, em 1895.

O recorde de Jordan, no entanto, pode não durar muito, já que a indiana Jyoti Amge, de 60 centímetros, completa em dezembro 18 anos, idade mínima para ser considerada a mulher mais baixa do mundo, segundo um porta-voz do Guinness.

Tudo o que sabemos sobre:
Guinness

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.