Universidade alemã devolve fragmento do Parthenon à Grécia

A Universidade de Heildeberg, na Alemanha, devolveu nesta segunda-feira à Grécia um fragmento do friso do Pathernon de Atenas, 130 anos depois de um viajante tê-lo levado à Alemanha como lembrança.O fragmento do friso de mármore do Pathernon, que tem oito centímetros de altura e 11 centímetros de comprimento foi recebido pelo ministro da Cultura grego, Giorgos Voulgarakis, em Heidelberg.Em janeiro, a Universidade de Heildeberg tinha chegado a um acordo com o governo grego para a devolução desse pedaço do friso do Pathernon, templo grego construído entre 447 e 432 antes de Cristo. Além disso, as autoridades da Grécia cobram há anos do Museu Britânico de Londres a devolução de outras partes do friso do templo.A administração do Museu Britânico de Londres disse uma vez que não devolveria os mármores, expostos na instituição desde 1816, porque acha que eles correm o risco de serem destruídos pela poluição de Atenas.Os diversos Governos gregos anunciaram várias vezes a construção de um novo museu que teria uma sala especial para guardar os frisos, mas não conseguiu iniciar a obra devido a diversas impedimentos administrativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.