Uma festa para se ''religar''

Uma das promessas musicais da década, enfim, se concretiza. Leo Cavalcanti, jovem compositor e cantor que cumpre as duas funções muito bem, teve seu primeiro álbum, Religar (yb Music) editado há poucos dias. Hoje ele faz um show-festa de pré-lançamento do CD, com participação de Tutu Morais e Tatá Aeroplano como DJs no Studio SP. Tatá, como Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci, também marcou presença no disco. No mais, além deles, a originalidade de Leo vem sendo celebrada por artistas consagrados como Arnaldo Antunes, Fernanda Takai e Adriana Calcanhotto.

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2010 | 00h00

Minucioso e exigente consigo mesmo, Leo passou mais de um ano produzindo o álbum, e adiou o lançamento algumas vezes, até se dar por satisfeito. Religar é o último de uma série de discos bem-produzidos de 2010 por um clã de artistas jovens sediados em São Paulo - como Karina Buhr, Tulipa, Tatá, Jeneci - que trocam impressões e têm estilos de composição e canto peculiares, com identidade própria e algo inquietante em comum.

Foi Tatá quem definiu o estilo inclassificável de Leo como pop transcendental, conceito vasto que tem relação com sua especialidade em ioga e também diz respeito à capacidade ilimitada de experimentar e ao teor reflexivo de suas letras, entre confessionais e desiludidas. Ouvidos ao Mistério e Medo de Olhar pra Si, primeira e última faixas do CD, são bons espelhos de sua personalidade artística. Glauber Rocha e Fernando Pessoa estão entre suas referências neste significativo cartão de visitas. Vê-lo atuar no palco é uma experiência ainda mais abrangente para se religar.

LEO CAVALCANTI

Studio SP. Rua Augusta, 591, Consolação, telefone 3129-7040. Hoje, às 23 h. R$ 20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.