Uma fantástica fábrica de massas

O Empório Segato agrada pelo ambiente gostoso, arejado, com mesas na calçada e também pelas massas de sua muio boa cozinha. Uma casa versátil, onde pode-se tomar o café da manhã, comer um sanduíche, almoçar ou jantar, comprar massas e molhos para acompanhá-las, pães e outros pratos para levar para casa. Alessandro Segato, o jovem chefe italiano, passou por casas de nível como Fasano e La Tambouille antes de iniciar o seu restaurante, o La Risotteria (Rua Padre João Manuel, 1.156, tel: 3068-8605), que é gostoso e com ótima cozinha. Com o novo Empório, ele parece ter acertado mais uma vez. O Empório fica numa rua gostosa, não muito movimentada, entre a Avenida Rebouças e a Rua dos Pinheiros. Uma casa aberta, que começa a surpreender com uma grelha a gás colocada praticamente na calçada, ao lado de algumas mesas protegidas por guarda-sóis. Depois, uma espécie de um terraço aberto, que pode ser protegido por cortinas de plástico retráteis nas laterais. Uma espécie de carramanchão rústico, com colunas de madeira, um deck avançando na calçada e um bar ao lado. Depois, o salão interno assume ares de armazém de secos e molhados, com o balcão da rotisseria de um lado e, de outro, uma prateleira alta, com vinhos e outros produtos. Há ainda uma adega climatizada para vinhos embutida na prateleira e algumas belas peças de faiança portuguesa pelas paredes. Ao fundo, a cozinha à vista dos clientes, com as máquinas da fábrica de massas à frente. As massas se destacam no cardápio. São dez delas frescas, feitas na casa com preços entre R$ 12, lasanha verde, e R$ 36,50, ravióli de queijo brie com aroma de trufas, rúcula e pinoli, e duas massas secas, espaguete alla toscana (alho, azeite, aliche, brócolis, pimenta, salsinha e torradas) R$ 14,50, e penne alla putanesca, R$ 12,50. Ainda no cardápio, 13 entradas (entre R$ 8,50, salada Cesar com frango desfiado e torradas ao mel, e R$ 19,50, piadina aperta al salmone, uma espécie de sanduíche com pão árabe, endívia, salmão defumado, requeijão, alcaparrões espanhóis e passas); três risotos (entre R$ 23,50, o "brasileirinho", com carne seca, abóbora e couve manteiga, e R$ 29,50, risoto de funghi porcini); seis pratos principais (os "secondi", entre R$ 27,50, stinco de vitela de leite com ravióli de gruyère, e R$ 16,50, saltimbocca de frango com nhoque ao molho de tomate) e ainda cinco grelhados (entre R$ 22, galeto com molho apimentado, e R$ 24, picanha argentina com palmito fresco), além das sobremesas. O couvert custa R$ 5,80 nos jantares e fins de semana e R$ 3,80 nos almoços nos dias de semana. Cervejas, R$ 3,50; refrigerantes, R$ 2,50 e águas, R$ 2. Como Segato, o chefe de cozinha da nova casa, Marcelo Magaldi começou como pattissier e fez uma série de cursos na Itália. Um jovem inteligente, simpático, que está se saindo bem na nova casa. Bom o couvert, com pastas gostosas de ervas, de ricota, abobrinha em conserva, berinjela siciliana, sardela e pães realmente variados. De primeira as massas feitas na casa, começando pelos grandes raviólis recheados com brie, servidos sobre uma salada de rúcula e perfumados pelas trufas (R$ 36,50). A base do ravióli com massa verde e a parte superior com massa branca. Quase no mesmo patamar o ravióli tradicional de mussarela com um molho gostoso de tomate (R$ 15,50). Ainda no capítulo massas, muito bom, quase al dente, o tagliatelli verde com molho à bolonhesa, um pouco ácido demais (R$ 12,90). O risoto "brasileirinho", com carne seca, abóbora e couve-manteiga (R$ 23,50) veio um pouco além do ponto, mas bem úmido e saboroso. Entre os "secondi", uma delícia o stinco de vitela, duas peças do joelho, com os ossos, com ravióli com o molho do assado (R$ 27,50). Carne deliciosa, se desfazendo do osso. Correto o filé à parmigiana com mussarela de búfala (R$ 21,50). Macia, com um toque de fumaça meio diferente, a picanha feita no char broiler (R$ 24). O serviço é cordial e a carta de vinhos melhor que a despensa. Isso porque muitos dos que constavam na carta estavam em falta. Como era de esperar, os mais atraentes. Serviço - Empório Segato. Rua Capitão Antonio Rosa, 444, tel.: 3061-0960. Horário: De 2.ª a sábado, das 9h à 1h. Aos domingos, das 12h às 17h. Cartões: American Express, Mastercard e Visa. Estacionamento: serviço de manobrista pago: R$ 3,00 no almoço e R$ 6,00 no jantar. Cotação: muito bom.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.