Um guia para a NY de "Sex and the City"

Que tal experimentar as delícias da culinária italiana no restaurante Da Marino, na West 49th Street, em Nova York, onde Carrie, do seriado Sexy and the City, encontra seu amado Mr. Big, que canta para ela When I Was Seventeen, na 2.ª temporada? Ou, ainda, ir à sofisticada loja Hermès, na Madison Avenue, e "namorar" a mesma bolsa Birkin que Carrie e Samantha cobiçaram na 4.ª temporada da badalada série? A partir de lugares freqüentados pelo quarteto central de Sexy and the City, ao longo de seis temporadas, a jornalista Teté Ribeiro organizou um interessante e inusitado roteiro da cidade americana, em seu livro A Nova York de Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda - Guia não Autorizado com o Melhor de Sex and the City. Como a própria autora define, trata-se de um guia alternativo, com endereços de restaurantes, bares, clubes, compras, museus, hotéis e galerias, além de dicas sobre Los Angeles e Paris. Locais esses bastante conhecidos entre o povo local, mas que, muitas vezes, não constam nos guias tradicionais sobre a cidade. "O foco são pessoas que buscam lugares sofisticados e, ao mesmo tempo, divertidos", define a jornalista. "Vai agradar a quem gosta de comer bem, mas com preços acessíveis." Teté morou durante três anos em Nova York. Começou a assistir ao seriado ainda no Brasil, na casa de uma amiga, e quando se mudou para os EUA, já casada, não perdia um episódio. Lá, teve a idéia de anotar os lugares que serviam de cenário para cenas com as garotas do seriado. Foi um projeto trabalhoso, já que ela tinha de identificar que local se tratava, conhecer pessoalmente o endereço em questão e bancar do próprio bolso a visita a restaurantes e bares. Chegou a alugar um carro para percorrer o roteiro - o que ela não recomenda a ninguém, pois estacionar na cidade é quase impossível. Outro ponto forte do guia é a contextualização dos locais citados, no momento em que eles apareceram no seriado. Tudo com riqueza de detalhes, tanto dos lugares, quanto das situações vividas pelas personagens naquela cena e naquele episódio. As fotos são da amiga Mabel Feres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.