Um garoto que ama Something, dos Beatles

Mano (Francisco Miguez) é louco por música. Na primeira cena de As Melhores Coisas do Mundo ele já aparece arranhando uma guitarra e se jogando no chão. Toma aulas de violão com Marcelo (Paulo Vilhena), seu guru, com o propósito de aprender a tocar a balada Something (Lennon/McCartney) para alguém, que só no fim do filme vai se relevar. O desfecho é previsível, mas tem seu charme. Miguez - um garoto que na real ama Beatles e Rolling Stones - é carismático como um ídolo pop e é curioso notar por meio de seu personagem como a música evolui costurando a trama.

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2010 | 00h00

Talvez não propositalmente, Laís Bodanzky recorreu a recurso parecido com o de Hitchcock (1899-1980), em Janela Indiscreta (Rear Window, 1954), em que o fotógrafo acidentado (interpretado por James Stewart) acompanha passo a passo as frustrações de um pianista (Ross Bagdasarian) na tentativa de compor uma peça musical. Mano vai aprendendo a tocar violão obcecado pela canção dos Beatles.

BiD, autor da trilha sonora, andou pesquisando o gosto de adolescentes na faixa etária das personagens do filme de Laís. Deu um misto de folk, rock e eletrônica. Arnaldo Antunes compôs e canta uma balada (leia a letra ao lado) na linha de seu mais recente álbum, Iê Iê Iê. A canção só tem uma parte tocada nos créditos, mas é uma síntese precisa da relação de Mano com sua amiga Carol (Gabriela Rocha).

A CANÇÃO-SÍNTESE

As Melhores Coisas

Entre as dez ou mais de mil melhores coisas da vida/ Você estava atrás do sétimo, oitavo lugar/

Depois do violão, do irmão, do gibi, da bebida/ Entre a luz do fim da tarde e o azul do mar

Quando se afastou de mim depois daquela intriga/ Nem sei em que lugar da lista você foi parar/ Nunca imaginei você não sendo minha amiga/ Nem também sonhei que eu fosse me apaixonar/ Mas mudou, você veio derrubando o mundo inteiro/ Demorou, mas veio, com a hora do letreiro

Entre as dez ou mais de mil melhores coisas da vida/ Tem a bike, a night, o Nike antes de você/ Mas comecei a te querer depois da despedida/ Isso professor nenhum explica por quê

Agora fico te esperando na

hora da saída/ Tenho dez ou mais de mil segredos pra contar/ De tudo que tem, você é a coisa preferida/ Você finalmente chegou ao primeiro lugar/ Seu blusão vermelho, o incenso do seu cheiro/ Sua mão, seu cabelo no meu travesseiro/ Agora o tempo pode passar/ Você já é primeiro lugar

(Arnaldo Antunes, Betão Aguiar, BiD e Fernando Nunes)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.