UM festival com todos os sons do mundo

Pelo segundo ano consecutivo, o In-Edit traz filmes, shows e palestras

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

18 de março de 2010 | 00h00

Sensação de diversos festivais realizados em todo o mundo, em 2009, Anvil - The Story of Anvil, de Sacha Gervasi, desembarca em São Paulo a bordo do In-Edit - 2º Festival Internacional de Documentários Musicais, que começa hoje e se desenvolve até dia 28, em várias telas da cidade. São mais de 70 títulos nacionais e estrangeiros, incluindo 60 completamente inéditos no circuito comercial brasileiro. The Story of Anvil é uma das pérolas da programação, mas é bom não perder outras preciosidades, como o documentário sobre Bezerra da Silva - Onde a Coruja Dorme - que promete fazer sensação. Os diretores Márcia Derraik e Simplício Neto seguem a trilha do "sambandido", como era chamado, e nomeiam os compositores anônimos que ajudaram a fazer a glória de Bezerra, mas seu filme denuncia o que não deixa de ser um paradoxo. Eles só podem mostrar o documentário em festivais como o In-Edit porque as gravadoras, que detêm os direitos das músicas, não autorizam a exibição em outros foros.

A música dá o tom do In-Edit Brasil 2010, mas quem viu, no ano passado, a primeira edição brasileira do evento que surgiu em Barcelona, há 8 anos, sabe que ele não é feito só de cinema. O público tem a oportunidade rara de conversar com diretores, discutir com especialistas e até de assistir a performances ao vivo. Com patrocínio da Natura, por meio do programa Natura Musical, o In-Edit oferece dois grandes panoramas - o Brasileiro e o Mundial. O Panorama Brasileiro deve exibir 46 títulos entre curtas, médias e longas. Seis integram a competição nacional e o vencedor ganha, automaticamente, uma vaga no circuito mundial do In-Edit. Os demais títulos do Panorama Brasileiro se dividem entre quatro mostras - a Brasil, com 9 títulos; a Retrospectiva Brasil, com 11; a Brasil.doc, que privilegia a produção mais independente, com 7; e a mostra Curta Um Som, com 12.

O Panorama Mundial reúne 20 títulos na mostra Docs Internacionais. Eles foram garimpados nos maiores eventos de cinema e música do mundo e incluem Anvil - The Story of Anvil, sobre a lendária banda canadense que inspirou Metallica, Slayer, Anthrax e Guns"N"Roses, mas nunca atingiu o estrelato (ao contrário de suas seguidoras); e também o elogiadíssimo registro do Led Zeppelin Live at Royal Albert Hall. A globalização e as trocas culturais são o tema de outros dois títulos do programa - Trip To Asia: The Quest for Harmony, de Thomas Grube, que acompanha a Filarmônica de Berlim numa turnê asiática, e Intangible Asset Number 82, de Emma Franz, sobre a viagem do jazzman australiano Simon Barker em busca do sentido da música coreana.

Documentarista premiada, Barbara Kopple venceu o Oscar por Harlan County e documentou a turnê europeia de Woody Allen em Wild Man Blues. Em Woodstock: Now and Then, também no Panorama Mundial, ela conta como documentário o que Ang Lee tratou como ficção em Aconteceu em Woodstock - os bastidores dos três dias de rock, paz e amor. Assim como trouxe a São Paulo no ano passado o diretor Fernando Trueba para acompanhar a retrospectiva da sua obra documentária musical, basicamente sobre o jazz, o In-Edit Brasil 2010 promove a mostra Sanchez-Montes, com três filmes do diretor espanhol que tem mapeado grandes artistas da música ibero-americana.

Alguns dos artistas biografados já foram citados, mas existem muitos mais. Documentários sobre Seu Jorge, Naná Vasconcelos, Tom Zé, Dzi Croquettes, Lenine, Bill Withers, Johnny Cash, White Stripes. A abertura hoje, para convidados, será com Mamonas para Sempre - O Doc. Como preparativo para sua sonhada ficção sobre o grupo de Guarulhos, o diretor Cláudio Khans editou, como documentário, o material a que teve acesso e que revela a intimidade dos garotos. O filme foi exibido na praça, no Festival de Tiradentes, em janeiro. Tem cenas emocionantes. Dinho, no Programa do Gugu, declara-se à namorada. Havia gente chorando e rindo com idêntica intensidade na praça mineira.

Muita gente se pergunta sobre o por quê de tantos documentários musicais? Houve um tempo, para ficar no Brasil, em que os documentários se contavam na faixa do milhão de espectadores. Sílvio Tendler é desta época gloriosa, mas seus documentários que foram megassucessos, O Mundo Mágico dos Trapalhões e Jango, se beneficiaram de circunstâncias especiais. Em 1981, os Trapalhões estavam no auge e o trabalho do diretor lhe permitiu discutir a arte popular no cinema. O documentário sobre o ex-presidente João Goulart seguiu outro caminho e virou bandeira política, integrado à campanha das "diretas já".

Mais recentemente, numa fase em que os documentários, mesmo os de prestígio, alcançavam públicos modestos, Vinicius, de Miguel Faria Jr. , batendo nos 200 mil espectadores, descobriu um filão muito rico e interessante. Desde então, os documentários musicais não pararam mais. Mesmo quando tratam de personalidades - Arnaldo Batista, Jards Macalé, Dzi Croquettes, Tom Zé -, esses filme também oferecem retratos das transformações políticas e comportamentais do País nas últimas décadas.

PROGRAMAÇÃO

Anvil - The Story of Anvil

Dia 19 Cinesesc 21 h

A lendária banda canadense virou referência para outras que fizeram sucesso e ela, não.

Por quê?

Heavy Metal in Baghdad

Dia 21 Belas Artes 21 h

Desde a queda de Saddam Hussein até os dias atuais, a única banda heavy metal do Iraque, Acrassicauda, virou a voz irada da juventude no país ocupado pelos EUA. Um documentário de alta voltagem política.

Onde a Coruja Dorme

Dia 21 Aud. Ibirapuera 16 h

Bezerra da Silva ganhou a definição de "sambandido". Retrato de um artista transgressor.

Bola de Nieve

Dia 23 Cinesesc 19 h

Negro, homossexual, místico, revolucionário e gênio musical. Todas as faces do mítico artista cubano retratadas pelo diretor espanhol Sanchez-Montes no mais cult dos filmes que compõem sua minirretrospectiva. Soundtrack for a

Revolution

Dia 20 Cinesesc 19 h

As músicas que marcaram o movimento negro em defesa dos direitos civis. A trilha mais intimista, cantada em igrejas e passeatas. A revelação do talento dos diretores Bill Guttentag e Dan Sturman.

Beyond Ipanema

Dia 20 Aud. Ibirapuera 17h30

Na onda de Girl from Ipanema, a garota de Tom Jobim, o jornalista Guto Barra propõe uma interessante discussão sobre a música brasileira no exterior. O som que faz sucesso e os motivos da preferência do público.

Seu Jorge - América

Brasil, o Documentário

Dia 21 Aud. Ibirapuera 19h20

O road movie de Pedro e Mariana Jorge acompanha Seu Jorge pelo Brasil. Um retrato por inteiro, desde o processo criativo do artista até sua explosão eletrizante no palco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.