Um Batman cordial no STF

Papagaiada na África

TUTTY , HUMOR, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2013 | 02h07

O chanceler Antonio Patriota e

o ministro Aloizio Mercadante

vão acabar brigando pelo melhor

lugar sobre os ombros da presidente Dilma, que desembarcou ontem

com os dois a tiracolo na Etiópia.

Só se fala disso em Adis Abeba!

Agenda positiva

Antes de sair por aí criticando

Geraldo Alckmin pela recente

aliança com o PRB, vale lembrar

que, graças a isso, Celso Russomanno não será candidato a governador

de São Paulo em 2014.

Quer mais o quê?

Voltar por quê?

Está para acontecer o que a torcida do Vasco mais temia: vai começar o Campeonato Brasileiro. O time não perde há 35 dias, quando disputou pela última vez um jogo oficial!

Bandeira

A gente percebe que está ficando velho quando lê notícia com o título Sequestradora de Pedrinho volta à prisão e sabe do que se trata!

Só o que faltava!

Quando o brasileiro

achava que já não lhe

faltava acontecer mais nada,

eis que o País acordou

ontem com Renan Calheiros

no exercício da presidência

da República.

Espetáculo do

crescimento

O primeiro leilão de petróleo

do pré-sal deixa o Brasil

diante de um novo paradoxo:

como pode um país com

PIBinho tão ridículo

promover o maior

pregão do mundo?

O que mais impressiona na repercussão sobre a indicação pela presidente Dilma do advogado Luís Roberto Barroso para ministro do STF é a unanimidade em torno de seu nome. Nunca antes na história de Brasília aconteceu de, em qualquer circunstância, todos estarem de acordo desse jeito com uma decisão do Palácio do Planalto.

Saúda-se, de todos os lados, alguém aparentemente corajoso para estar sempre do lado certo das grandes questões nacionais - o que não chega a ser novidade depois do advento do ministro Joaquim Barbosa - sem, entretanto, de vez em quando precisar dar um bico na canela de ninguém!

Quem foi apresentado ao jurista pelos jornais de ontem ficou com a impressão de que o STF está prestes a ganhar um Batman cordial, de bem com a magistratura e os movimentos sociais, sem problemas com o mundo político.

Em seu blog pessoal, Barroso revela-se ainda um amante das artes. Sua música preferida é A Banda, do Chico Buarque. Enfim, ninguém é perfeito!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.