'Último veterano alemão da 1ª Guerra' morre aos 107

Erich Kaestner foi para a guerra aos 18 anos e serviu ao Exército por quatro meses.

Da BBC Brasil, BBC

26 Janeiro 2008 | 14h45

Um homem considerado o último veterano alemão da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) morreu aos 107 anos, em uma casa de repouso na cidade de Cologne, no oeste da Alemanha. Erich Kaestner foi enviado para lutar na frente ocidental aos 18 anos, mas serviu apenas quatro meses no Exército alemão. O filho dele confirmou a morte, ocorrida no dia 1º de janeiro quase sem alarde. "É assim que se desenrola a história. Na Alemanha, as coisas a esse respeito são mantidas em sigolo - não há nada demais", declarou o filho. Reportagens publicadas no diário Die Welt e na revista Der Spiegel identificaram Kaestner como o último veterano da Primeira Guerra sobrevivente no país. Ainda assombrada pelas memórias da derrota bélica e do Nazismo, a Alemanha não conserva registro de seus veteranos de guerra. "O público alemão estava a um fio de nunca se inteirar do fim de uma era", escreveu a Der Spiegel, a respeito da pouca divulgação da morte do ex-veterano. Já o Die Welt notou, no obituário de Kaestner: "Os perdedores (da Primeira Guerra) se escondem sob tal estado de autoflagelação e autonegação que se sentem felizes em mitigar (as lembranças) esquecendo-as". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.