Uerj compra acervo do jornalista Barbosa Lima Sobrinho

A biblioteca do jornalista Barbosa Lima Sobrinho (1897 - 2000), composta de 22 mil livros e de arquivos pessoais, foi vendida por R$ 350 mil à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O acervo estará à disposição do público até o fim do ano, quando será inaugurado o Centro de Cidadania Barbosa Lima Sobrinho, no prédio da antiga sede da faculdade de Direito da universidade, no Catete, na zona sul."A biblioteca reúne livros de história, economia e política que serviram de base para meu pai escrever seus artigos", explicou Carlos Eduardo Barbosa Lima. "É interessante que Barbosa Lima não costumava fazer anotações nos livros; mas encontramos, em muitos deles, páginas soltas com apontamentos dele sobre a obra", contou a reitora da Uerj, Nilcéa Freire. Faz parte também do acervo, oito arquivos com manuscritos e anotações feitas pelo jornalista, além de uma coleção de todos os seus artigos publicados desde 1921.Segundo Carlos Eduardo Barbosa Lima, a idéia é reproduzir no casarão da rua do Catete o ambiente original da biblioteca de seu pai - palco de importantes reuniões políticas, como a que lançou a anti-candidatura de Ulysses Guimarães à presidência da República, em 1973, e responsável pela campanha das Diretas-Já, em 1984. "A família fazia questão de que a biblioteca ficasse no Rio e em local acessível ao público", contou Nilcéa. No centro também funcionará um escritório-modelo de advocacia, que prestará assistência jurídica a pessoas carentes. O casarão da rua do Catete, que também já foi sede da União Nacional dos Estudantes (UNE), está muito deteriorado. Nilcéa informou que uma equipe da universidade está concluindo um projeto arquitetônico de reforma da casa e que as obras deverão começar tão logo se estabeleçam parcerias para o início das obras. "Até o fim do ano quero estar com a reforma concluída e a biblioteca já instalada", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.