TVs terão mais 90 dias para adequar grade a fuso horário

Decisão do Ministério da Justiça atende a pedido de entidades representativas das emissoras

Rosana de Cassia,

09 de janeiro de 2008 | 13h23

O prazo para que as emissoras de televisão adaptem a programação de acordo com os fusos horários dos Estados brasileiros foi prorrogado por 90 dias, segundo portaria publicada nesta quarta, 9, no Diário Oficial da União. A decisão do Ministério da Justiça de estender o prazo foi para atender pedido de entidades representativas das emissoras, que alegaram dificuldades financeiras e técnicas na aquisição de equipamentos e contratação de mão-de-obra especializada. Segundo o ministério, as regras de adequação da programação ao fuso horário estão previstas desde 1990 pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, para evitar que as crianças dos Estados com fuso horário diferente ao de Brasília sejam expostas a conteúdos inadequados.  Os Estados onde o horário é diferente em relação ao da capital do País são o Acre, o Amazonas, Roraima, Rondônia, parte do Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
classificação indicativa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.