TVA já negocia entrada dos canais Globosat em seu line-up

A TVA finalmente está negociando a entrada dos canais Globosat em seu line-up. Depois da resolução do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de quebrar a exclusividade desses canais nas operadoras Net/Sky, a TVA está tentando chegar a um acordo que seja viável financeiramente.O Canal Brasil - cuja distribuição há muito era do interesse da Net/Sky - já está disponível pela TVA, mas uma regra da Globosat está dificultando a aquisição dos demais canais pela TVA e pela NeoTV. Apesar de disponibilizar seu menu para outras operadoras, a Globosat exige que a aquisição seja feita por pacotes. Provavelmente, um deles contém os cinco canais da Rede Telecine e um outro, o mais visado, inclui Multishow, GNT, GloboNews, SporTV e todos os canais pay-per-view do Campeonato Brasileiro de futebol.O SporTV e principalmente os canais em pay-per-view são o maior alvo da TVA. Isso porque grande parte dos assinantes da Net escolhe a operadora por causa do esporte."Agora estamos negociando preço para todos os canais, inclusive pay-per-view e Telecines", conta a diretora-superintendente da TVA, Leila Loria. "O problema é ter de comprar o pacotão." Para Leila, neste aspecto, a decisão do Cade "decepcionou".A decepção vem do fato de que a TVA trabalha com uma maior flexibilidade de pacotes do que a concorrência, e seria inviável oferecer aos assinantes um preço mais competitivo em cardápios que incluíssem os canais Globosat.A negociação de venda dos canais Globosat individualmente ainda está em processo no Cade. Quem está à frente da empreitada é a NeoTV.Enquanto a solução não vem, a TVA investe no chamado canal Free View, que contém séries, filmes e animações para toda a base de assinantes, independentemente de pacote.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2006 | 10h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.