TV volta a funcionar no Afeganistão

A emissora afegã Balkh TV voltou a funcionar esta semana, quase cinco meses após a queda do regime taleban. Sediada na maior cidade do norte do país, Mazar-e-Sharif, a emissora retomou suas transmissões com recursos ainda precários de áudio e vídeo. Na grade de programação, notícias e música. E uma novidade: mulheres, sem a burka.As transmissões locais de rádio haviam recomeçado um dia após a derrota da milícia taleban. No entanto, a televisão sofreu com a indisponibilidade de equipamentos e problemas com eletricidade - contornados em parte por doações do exército americano e apoio energético do governo do Usbequistão.A primeira transmissão aconteceu no domingo. Após a leitura de um trecho do Corão, foi exibido um pedido de desculpa pelo longo intervalo de tempo fora do ar. Na seqüência, notícias sobre as mudanças no país - no idioma do país - e muita música. As mulheres são o destaque. Aparecem tanto apresentando as notícias como cantando. Usam vestidos, um forte contraste com as ruas da cidade, onde a maioria não aposentou a burka.A emissora conta com um grande número de videotapes em seu arquivo da era pré-taleban. São registros que foram escondidos por antigos funcionários para que não fossem confiscados. O material vai engrossar a programação da Balkh TV, cuja grade só começa às 19 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.