TV paga reprisa thriller de Murilo Salles

Em 1989, quando fez Faca de Dois Gumes, o diretor Murilo Salles disse ao Estado que o thriller que o Canal Brasil, da Net/Sky, mostra hoje às 23h30, representava seu adeus a um Brasil corrupto que ele esperava ver enterrado nas urnas, na eleição presidencial daquele ano. Fernando Collor de Melo ganhou e, bem, o resto você sabe. Faca pode não ter realizado certas aspirações do diretor, mas permanece como um eficiente intento de policial à brasileira.Salles inspirou-se num original de Fernando Sabino. Para Nunca Fomos tão Felizes, seu primeiro longa, baseou-se em outro autor (João Gilberto Noll).E fez depois o documentário Todos os Corações do Mundo, sobre a Copa do Mundo de 1994, e a ficção O Despertar dos Anjos, confrontando o Brasil do morro com o das mansões isoladas. É um dos mais importantes diretores brasileiros.Antes foi um dos mais importantes diretores de fotografia do País, trabalhando com Bruno Barreto, Eduardo Escorel e Arnaldo Jabor. Nunca Fomos tão Felizes talvez seja intelectualmente mais ambicioso do que Faca, mas o programa de hoje contém ótimos momentos de suspense.Narra a história de um homem que descobre que está sendo traído pela mulher e pelo sócio e arma um plano para vingar-se dos dois, cometendo o crime perfeito. O caso toma rumos inesperados a partir de uma mala extraviada e chega no desfecho à descoberta de um personagem do mal, manipulador e, mais que isso, predador como o destrutivo capital que representa.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2001 | 12h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.