TV Globo promete divulgação instantânea dos resultados das eleições

No quesito tecnologia, a maior façanha prometida pela Globo para as eleições deste ano é a divulgação instantânea dos resultados apurados em todo o País: com software criado pela emissora especialmente para facilitar a visualização dos números na tela, a rede de TV terá seus computadores diretamente conectados aos do TRE. No conteúdo, a distinção fica por obra do jornalismo comunitário iniciado pelo SP-TV há mais de dois anos e hoje espalhado pelo País.Diretor de Jornalismo da emissora em São Paulo, Amauri Soares comanda a cobertura. Incluindo as afiliadas, são 113 canais para os 5.548 municípios brasileiros. Na verdade, a TV nem chega a todos. As urnas eletrônicas, sim, cobrirão 100% dos votos desta vez, e é isso que permite à Globo contectar-se com o TRE.Alcançar todas os canais da rede e estabelecer uma comunicação única não é tarefa simples: "Criamos um site, de acesso interno e codificado, com 1,4 mil páginas", diz Soares. "Lá estão os dados de todas as cidades brasileiras, planta para cenário de debate, normas editoriais, legislação eleitoral e um painel de dúvidas, entre outras informações", explica.As boas intenções em educar o eleitor no voto municipal não fazem distinção entre um município e outro: as mesmas reportagens - 45, divididas em nove séries - irão ao ar simultaneamente, nas 113 emissoras. Para efeito operacional, seria mais prático exibi-las num jornal de rede. Para a compreensão do contexto, não.Válidos para todos, os conceitos têm de ser assimilados por cada esquina, "de São Paulo a Codó (MA)", cita Soares. "Nós queremos mostrar que a política municipal é a base de todos os problemas do cidadão." As séries estão nas mãos de repórteres especialmente "emprestados" pelo Jornal Nacional, como William Waack, Isabela Assumpção, César Tralli, Carlos Dornelles e Sônia Bridi.Soares lembra de mais um item que faz a diferença da vez: é a primeira reeleição para prefeitos e vereadores. "A maioria dos prefeitos é candidata", diz. "Por isso, suspendemos o quadro em que a comunidade cobrava soluções do prefeito e de autoridades locais: havia o risco de que isso fosse usado como palanque eleitoral."A Globo só fará debates em cidades que sejam sede do sinal da emissora - no Estado de São Paulo são dez - e, no primeiro turno, apenas onde houver até seis candidatos. Paralelo ao Ibope, instituto contratado pela casa, a emissora divulgará pesquisas de mais quatro órgãos: DataFolha, Vox Populi Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Cerpes.A fiscalização das regras editoriais pede que os canais enviem, duas vezes por semana, cópias de seus telejornais a um time que tudo promete ver, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.