TV ensaia passos para o Carnaval

A Globo será a única TV que vai transmitir, ao vivo, os desfiles das escolas de samba de São Paulo e do Rio de Janeiro. A emissora promete mudar sua grade de programação para acompanhar todas as escolas. Segundo a Central Globo de Comunicações, nada está definido por causa do Big Brother Brasil, mas atrações como o Fantástico devem sofrer reduções. O assessor da Liga das Escolas de Samba do Rio, Vicente Dettoli, diz que, na verdade, a Globo não tem a exclusividade de transmissão dos desfiles. "A Globo foi a única que pagou a cota para exibir o carnaval", explica. "Isso não significa que outras emissoras não possam comprar o direito." No carnaval do Rio, a grande novidade é a iluminação do Sambódromo, diferente na passarela e na arquibancada. "O Sambódromo é um grande palco e a luz será mais um recurso para completar o espetáculo", diz o cenógrafo Peter Gasper, projetista de iluminação. Aloysio Legey, diretor-geral da cobertura da Globo, é o encarregado pela direção artística do espetáculo. "As câmeras de transmissão ficarão em pontos estratégicos para mostrar essas inovações", explica Legey. Globo terá estúdio na área de concentração das escolasPara não perder nenhum detalhe da festa, a Globo preparou um estúdio cenográfico, intitulado ?Esquina do Samba?, na concentração das escolas. O espaço, que receberá personalidades do samba, é todo de vidro para permitir que os convidados possam ver a preparação para o desfile, além de ser isolado do ruído externo para não atrapalhar a performance do apresentador Luciano Huck e de Dudu Nobre, que farão entrevistas. A bolha de vidro suspensa, sensação do carnaval passado, também será montada este ano. Dentro dela irão ficar os apresentadores Cléber Machado e Maria Beltrão. Já os comentaristas dos desfiles Haroldo Costa, Lecy Brandão e Ivo Meirelles serão instalados num estúdio, também de vidro, que ficará na altura da avenida. Para a transmissão, a emissora mobilizou cerca de 800 profissionais. Serão 27 câmeras espalhadas pela Sapucaí, além do GloboCop (helicóptero), que irá captar as imagens gerais da avenida. Vinte e três repórteres farão a cobertura em flashes ao vivo de toda a programação da Globo durante os dias de folia.A novidade em São Paulo fica por conta da iluminação nas arquibancadas, com cores e movimento. Para a cobertura, a emissora contará com 24 câmeras e o GloboCop. Uma equipe de 25 repórteres será coordenada por Amauri Soares e Paulo Amaral. A apresentação ficará a cargo de Mariana Godoy e Britto Júnior, com os comentários bem-humorados de Maurício Kubrusly. Para mostrar os bastidores de um dos camarotes, André Marques entrevistará os famosos que irão prestigiar o carnaval paulista. Band aposta na festa da BahiaA cobertura do ziriguidum no Nordeste fica por conta da Band. A emissora transmite durante 60 horas ao vivo o carnaval em Salvador, com flashes da festa em Olinda, Recife, São Paulo e Rio. A rede dá a largada na sexta-feira, às 20h30, direto de Salvador, na Bahia, e vai até Quarta-Feira de Cinzas. Na cobertura, até os novos contratados entram para trabalhar. Otávio Mesquita ficará no camarote de Daniela Mercury entrevistando artistas e mostrando fatos curiosos dos famosos. Já Astrid estará no circuito dos trios elétricos Barra/Ondina, cobrindo e caindo na folia: ela vai subir nos trios para entrevistar os artistas que fazem o carnaval da Bahia. Marcos Mion entra na cobertura à tarde e também promete subir nos trios, só que no circuito Campo Grande/Avenida. As fofocas fresquinhas do carnaval ficam por conta de Leão Lobo. "Nossa cobertura do carnaval em Salvador está crescendo tanto que estamos levando uma equipe bem maior neste ano, com cerca de 250 profissionais", conta o diretor de Programação da Band, Rogério Gallo. "Sem contar a relação que o público estabeleceu com as nossas transmissões de carnaval. A Band foi a primeira a cobrir o carnaval baiano. Hoje o público já sabe onde encontrar essa cobertura diferente dos desfiles das escolas de samba." Além da grande equipe, a emissora usará o seu helicóptero na cobertura, com quatro câmeras, que percorrerá todos os circuitos dos trios elétricos de Salvador. O estúdio-base, que comandará as 13 câmeras móveis espalhadas pelos circuitos e as 8 câmeras fixas, ficará instalado na Barra. Durante a transmissão, a emissora pretende mostrar flashes do carnaval em Olinda e no Recife, além de trechos dos desfiles das escolas de samba do Rio e de São Paulo. No dia 16 de fevereiro, a Band transmite o desfile das escolas campeãs do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.