TV Cultura pede desculpas por peça imprópria

Billy, a Garota, de Mário Bortolotto, contém cena de strip-tease

17 de julho de 2007 | 17h15

A TV Cultura divulgou uma nota se desculpando com os telespectadores por ter exibido em horário considerado "impróprio" um teleteatro do dramaturgo londrinense Mário Bortolotto, a peça Billy, a Garota, que o blog da emissora considera "claramente destinada a maiores de idade".  O horário adequado seria do das 23 horas, diz a nota. A Cultura não explicou por que ninguém se deu ao trabalho de ver antes o programa, para evitar constrangimento ao autor. A peça conta a história de um cara abandonado pela namorada, e tem no elenco Joyce Roma (Billy), Gustavo Machado (Hassim) e Fernanda D´Umbra (Vanessa). A atriz que interpreta Billy faz um strip-tease e fica apenas de calcinha e sutiã. Bortolotto absteve-se de comentar o episódio. A TV Cultura informou que está tomando providências para aperfeiçoar o processo de classificação indicativa dos programas, e salientou que é favorável à nova classificação indicativa do governo federal. Uma discussão iniciada no Blog da Cultura, esta semana, levou o editor do blog a confirmar a demissão da jornalista Salete Lemos. "A Salete Lemos tinha férias vencidas, saiu e não voltará ao Jornal da Cultura. Sua saída foi de comum acordo com a Cultura e, desde então, Heródoto Barbeiro assumiu o comando do nosso jornal das 10 da noite." O blog tem sido um canal de contato com o espectador, e foi por meio dele que a TV suspendeu contrato com a TV Thathi, que retransmitia sua programação no Norte do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
TV Culturapeça imprópriaBortolotto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.