TV Cultura, mais perto da crise

Está marcado para esta quinta-feira um protesto de funcionários da TV Cultura, em frente à sede da emissora, na Água Branca. Segundo os funcionários, a diretoria da Fundação Padre Anchieta, que controla a emissora, alega estar sem recursos para manter o quadro de pessoal e estaria ameaçando fazer demissões. A saúde financeira da Fundação Padre Anchieta será objeto de discussões na Assembléia Legislativa. O deputado estadual Carlinhos Almeida, da Comissão de Ciência, Cultura e Tecnologia da Assembléia, deverá convocar o presidente da fundação, Jorge da Cunha Lima, para prestar esclarecimentos sobre a instituição. Os trabalhadores afirmam que a TV Cultura vem sofrendo restrições orçamentárias. No protesto desta quinta, estarão presentes os sindicatos dos jornalistas, artistas e dos trabalhadores em empresas de radiodifusão e televisão.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2003 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.