TV Cultura exibe panorama do teatro brasileiro

Muito se ouve falar de crise no teatro brasileiro. Poucas são as oportunidades de fazer um balanço da diversidade e da qualidade do muito já realizado nos palcos do País. É esse o principal enfoque do programa Painel Teatro - um amplo panaroma da atividade teatral brasileira - que a TV Cultura exibe neste sábado a partir das 20 horas. Um programa para se ver, gravar e presentear os amigos.Muito bem editado, o programa mescla cenas dos mais diversos espetáculos teatrais com depoimentos de críticos, diretores, atores e pesquisadores da cena brasileira. O teatro experimental ocupa o primeiro bloco, centrado na criação dos diretores José Celso Martinez Corrêa, Antunes Filho e Antônio Araújo, com cenas de peças que vão de Macunaíma a Prêt-à-Porter, de O Rei da Vela a Boca de Ouro, de O Livro de Jó a Apocalipse.No segundo bloco, a criação da Cia. dos Atores, dirigida por Enrique Diaz, com cenas de Melodrama e O Rei da Vela. Denise Fraga como a Olímpia de Trair e Coçar; o besteirol carioca; os musicais; o espetáculo Vau de Sarapalha, a belíssima criação do grupo Piolim, da Paraíba; o trabalho da Cia. do Latão, de São Paulo; do Grupo Galpão e do grupo de teatro bonecos Giramundo, de Minas; do Bando de Teatro Olodum, da Bahia estão entre os muitos "teatros" enfocados no programa.Atores e atrizes como Berta Zemel, Fernanda Montenegro, Antônio Fagundes, Paulo Autran, Marco Nanini e diretores como João Falcão, Felipe Hirsch, Gerald Thomas, Ulysses Cruz e Francisco Medeiros dão depoimentos nos quais abordam desde a emoção de estar em cena até problemas práticos como a dificuldade de exercer uma atividade relegada a segundo plano nos orçamentos oficiais.Realizado pelo Núcleo de Documentários da TV Cultura em parceria com a GW Comunicação, o programa foi dirigido por Soraya Nabhan, tem roteiro de Dora Castellar e edição de Elias Angico. Imperdível, Painel Teatro é a prova de que teatro e da televisão não são incompatíveis, pelo contrário, podem tornar-se aliados, desde que a ligação entre as linguagens seja feita com sensibilidade e inteligência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.