Turminha de mesa, forno e fogão

Tem Criança na Cozinha apresenta cardápios que agradam à garotada

HELOISA ARUTH STURM / RIO, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2013 | 02h07

As crianças mostram que cozinhar pode ser muito divertido. O trio formado pelos pequenos Eduardo Martins, de 10 anos, Luigi Montez, 9, e a charmosa Luisa Giesteira, 15, é responsável pela apresentação das práticas receitas do Tem Criança na Cozinha, programa produzido pela Samba Filmes que vai ao ar diariamente no canal Gloob. Além de uma nova delícia a cada episódio, a trupe também ensina curiosidades sobre o alimento do dia.

São 26 diferentes receitas - 13 doces e 13 salgadas - com um cardápio que agrada à garotada: pizza, hambúrguer, pão de queijo, omelete de forno, mousse de manga, tapioca de goiabada com queijo e bolo de cenoura com calda de chocolate, entre outras.

A animada cozinha cheia de utensílios coloridos é comandada por Luisa que, apesar de mais velha, é a novata da turma quando o assunto é ficar diante das câmeras. Mas nem parece que ela nunca filmou. Sob o comando do diretor Luis Igreja, a jovem apresenta com desenvoltura a atração. Eduardo é o inventor da turma. Adora misturar doce com salgado e experimentar novos sabores. "Um dia eu inventei um negócio aí que acabou virando um sorvete. Era pra ser uma bebida, uma calda de banana com chocolate e leite. Ficou bonzão!", diz ele, que se mudou com a família para o Rio no ano passado e agora se considera um "cariúcho".

Já Luigi é o mais distraído. Sempre acaba derrubando algo no chão ou fazendo alguma peripécia sem querer - motivo de boas risadas sempre. Por isso, ele é o primeiro a lembrar da regra de ouro a ser seguida pelos pais e pelas crianças na cozinha: "Todo episódio precisa de um adulto, porque tem que levar ao forno, ao fogão, ou tem que usar faca".

A supervisão fica por conta de Fabiana Figueiredo e Roberta Furtado, professoras de culinária infantil e responsáveis pelo desenvolvimento das receitas do programa. "A proposta é que eles conheçam a comida antes de fazermos qualquer tipo de direcionamento quanto ao paladar e à saúde", diz Fabiana, que tem em sociedade com Roberta o Ateliê das Ideias, um espaço para ensinar as crianças de todas as idades a cozinhar, e que serviu de cenário para as gravações. Ali há ainda uma hortinha, onde os meninos buscam as hortaliças e exploram os cheiros, as cores e texturas das plantas.

Os três já testaram as receitas em casa, com aprovação de toda a família. Luisa até já presenteou uma amiga com os biscoitos recheados com geleia que ela aprendeu - e ensinou - no programa. Além de apresentadores, eles também se transformam em personagens de divertidas histórias para contar de onde vêm os ingredientes, os temperos, ou ainda mostrar curiosidades do país de origem da receita.

"Tem o lado didático e tem a brincadeira com o alimento e com as origens. Enquanto a comida vai para o forno ou a geladeira, eles viajam para o Egito, ou para a Áustria, navegam em caravelas, viram índios", diz o diretor. "Aí é só entrar no mundo do faz de conta."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.