Divulgação/MSP
Turminha do Bairro do Limoeiro ensina como usar máscara de proteção corretamente durante pandemia Divulgação/MSP

Turma da Mônica desenvolve cartilha com orientações para o uso de máscaras durante pandemia

Material foi desenvolvido em parceria com o Centro de Pesquisa em Alimentos da USP; saiba mais

Camila Tuchlinski, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2020 | 09h00

A Mauricio de Sousa Produções e o Centro de Pesquisa em Alimentos da Universidade de São Paulo (FoRC/USP) desenvolveram uma cartilha ilustrada com os personagens do Bairro do Limoeiro, da Turma da Mônica, para estimular e orientar o uso correto de máscara de proteção diante a pandemia do novo coronavírus. O material têm como base as orientações da ANVISA.

 

A cartilha "Como usar máscara para se proteger do coronavírus" apresenta instruções para o uso de máscaras descartáveis e as de pano reutilizáveis estão didaticamente detalhadas para que todos possam se proteger da melhor forma possível.

Em muitas localidades, o uso da máscara  contra covid-19 se tornou obrigatório, seja em estabelecimentos comerciais ou no transporte público e privado. Essa proteção facial é de extrema importância, pois evita que gotículas suspensas no ar - quando pessoas infectadas tossem, espirram ou simplesmente conversam - se espalhem. Por isso, Cebolinha, Jeremias, Milena, Magali e Mônica, todos devidamente protegidos usando máscara, mostram de uma forma fácil os cuidados básicos para manipular esse item. 

Para Mônica Sousa, diretora executiva da MSP, é muito importante intensificar os hábitos no combate ao vírus. Ela também ressalta a importância do material em tempos de fake news. "Buscamos produzir um material que contenha orientações de fontes seguras para que o combate à pandemia seja feito da forma mais correta possível. Para reforçá-las, utilizamos os personagens da Turma da Mônica, tão querida pelos brasileiros, para apresentar os cuidados de uma forma mais leve e didática", pontua.

Além da cartilha, a Mauricio de Sousa Produções tem realizado uma série de ações de conscientização. São diversos materiais informativos de prevenção e dicas para higienização de objetos utilizados no dia a dia durante esse período de quarentena. A empresa também está disponibilizando conteúdos educacionais e de entretenimento para os pequenos e fãs da Turma da Mônica durante o isolamento social.

A cartilha com orientações para o uso correto das máscaras estará disponível para consulta e compartilhamento nas plataformas digitais da Turma da Mônica, no Twitter, Instagram e Facebook.

Arraste a seta para o lado direito e explore o conteúdo da cartilha no perfil oficial da Turma da Mônica na rede social:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Internautas poderão usar fundos da Turma da Mônica em bate-papos virtuais

Ação ocorre durante o período de quarentena em aplicativos de chamadas de vídeos

Camila Tuchlinski, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2020 | 15h13

Durante o período da quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus, as conversas por aplicativos de chamadas têm se tornado cada vez mais comuns.

Para incentivar a prática, que é uma ótima alternativa para manter contato com amigos e familiares sem quebrar o isolamento social, a Mauricio de Sousa Produções disponibilizou um pack de backgrounds da Turma da Mônica para deixar essas conversas mais divertidas e coloridas para criar um ambiente.

Será possível fazer o seu próprio meme do ‘ata’ ou ser a própria Dona da Rua!.

Os personagens do Bairro do Limoeiro estampam as artes que farão todo mundo ser o protagonista da conversa. 

Tem memes, empoderamento, passatempo, piadinhas e cenários das histórias em quadrinhos.

As artes serão disponibilizadas gratuitamente para download no link. Para usar, basta aplicar diretamente na sua chamada de vídeo realizada pelas plataformas Zoom e Skype.

Confira alguns fundos divertidos da Turma da Monica:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Instituto Mauricio de Sousa e ‘Revista Autismo’ dão dicas durante pandemia de coronavírus

Dicas diárias nas redes sociais serão ilustradas com o André, o personagem da ‘Turma da Mônica’ que tem TEA

Camila Tuchlinski, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2020 | 11h51

O Instituto Mauricio de Sousa e a Revista Autismo estão postando nas redes sociais dicas para as crianças, inclusive para aquelas que têm Transtorno do Espectro Autista, nesta quarentena. 

Serão mais de vinte dicas, publicadas todos os dias, para orientar e dar ideias para as famílias que estão em isolamento social por causa da pandemia do novo coronavírus.

Dicas de como criar um ambiente propício, mais silencioso e reservado para as atividades, foram dadas pela Neuro Days, um centro de avaliações neuropsicológicas que faz atendimentos por valores sociais, de acordo com a situação socioeconômica e personalizada para cada família, com profissionais que atuam nas grandes universidades como a Unifesp e USP.

A neuropsicóloga Deise Ruiz, fundadora da instituição, acredita que a ação é útil para as famílias neste momento. "Pequenas ideias e sugestões neste momento podem ser muito valiosas para todos", afirma.

As dicas diárias serão sempre ilustradas com o André, o personagem com TEA da Turma da Mônica, que tem histórias exclusivas publicadas a cada edição da Revista Autismo, desde o início do ano passado.

"O André tem ajudado muito os autistas e familiares, não somente na conscientização da sociedade, mas também com a representatividade dos autistas nas histórias em quadrinhos, com uma inclusão natural nos roteiros", explicou o jornalista Francisco Paiva Junior, editor-chefe da Revista Autismo

A publicação tem parceria com o Instituto Mauricio de Sousa desde fevereiro de 2019. As edições, que são gratuitas, podem ser baixadas no site.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.