"Turistas & Refugiados" traz Carlinhos Moreno

Amontoados num comboio, famílias inteiras fogem de sua cidade natal. Essa imagem, cada vez mais comum em diversas partes do planeta, está no palco na peça Turistas & Refugiados, que estréia hoje no Tucarena. A montagem explora o contraponto entre a tragédia de quem deixa a terra natal e a alegria curiosa do turista em visita ao estranho mundo ´do outro´, sob direção de Renata Melo.Partiu de Carlos Moreno - ator que a maioria dos brasileiros conhece pelas propagandas da Bombril - a decisão de criar a montagem. Na década de 80, ele havia assistido à montagem americana do Open Theatre, conhecido grupo teatral do chamado teatro de vanguarda, fundado pelo norte-americano Joseph Chaikin. "Mas não vou dizer que a peça ficou durante 20 anos nos meus planos e finalmente agora... Não, nada disso. Eu vi, gostei, e pronto. Há alguns meses, arrumando minhas coisas, achei lá umas coisas e me lembrei do espetáculo. Estava buscando um texto e pensei na possibilidade da montagem. Mas quando li o original, vi que já não era tão bom, muita coisa havia mudado no mundo", conta Moreno. A sorte foi que, o grupo não só autorizou como aconselhou a apropriação brasileira do tema. Além de Moreno, Claudia Missura, Fábio Herford, Gabriela Flores, Patrícia Gaspar, Ravel Cabral e Roberto Alencar estão no palco. Ao texto original, eles somaram suas próprias vivências como turistas e sua pesquisa sobre imigrantes. "Turista ou refugiados, ambos passam a valorizar coisas ordinárias do dia-a-dia, como o tempero da comida ou o formato do travesseiro", lembra Renata. Daí não ser tão difícil para os atores buscar em si mesmos os sentimentos comuns a todos. "A diferença, claro, é que o turista sabe que voltará ao lar em breve; o refugiado não."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.