Reprodução
Reprodução

Turista russa ataca Mona Lisa no Louvre, mas não danifica tela

Aparentemente sem motivo, mulher atirou caneca de cerâmica na tela e rachou apenas vidro de proteção

Agência Estado e Associated Press,

11 de agosto de 2009 | 14h51

O Museu do Louvre, em Paris, informou nesta terça-feira, 11, que uma turista russa lançou uma caneca de cerâmica vazia na semana passada contra o quadro Mona Lisa, pintado entre 1503 e 1508 pelo italiano renascentista Leonardo da Vinci. Um porta-voz da instituição afirmou, entretanto, que a obra não foi danificada, apesar de a caneca ter se partido.

 

O funcionário disse que pequenas rachaduras apareceram na proteção de vidro da obra mais famosa do museu, e que essa proteção será logo consertada. O alarme de segurança soou imediatamente e a polícia retirou a mulher do local em seguida.

 

A polícia de Paris informou que a mulher foi levada a uma clínica psiquiátrica após o incidente. Não havia outras informações sobre ela, nem sobre algum motivo para o ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.