Divulgação
Divulgação

Tudo sobre 'Star Wars'

Com nove discos, caixa de colecionador traz, além dos filmes, mais de 40 horas de extras

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2011 | 00h00

Desde janeiro nos EUA e fevereiro no Brasil, a caixa com o lançamento integral de Star Wars em Blu-Ray já era o ti-ti-ti de colecionadores. Em todo o mundo, foram vendidas antecipadamente, pela internet, cerca de 250 mil unidades, que começaram a ser entregues ontem. No Brasil, o número chegou a 20 mil. É menos do que os 39 mil da caixa de Blu-Ray de Avatar, mas há que assinalar a diferença. A caixa com o filme de James Cameron é dupla. A de Star Wars é muito mais complexa e sofisticada. São nove discos, incluindo 40 horas somente de extras.

Tudo o que você queria saber sobre Star Wars e não tinha a quem perguntar. Uma versão mais sucinta traz as duas trilogias com comentários em áudio. A caixa grande tem um preço, compreensivelmente, mais salgado, mas o colecionador vai pagar com gosto por um item valioso. Além das horas de extras, com muitas informações, não houve simplesmente uma transplantação da velha imagem, ou do velho som, para a nova mídia. Toda a série passou por uma remasterização, inclusive com limpeza da imagem e do som quadro a quadro, para garantir que a qualidade seja impecável.

Face a tudo isso, não admira que a Fox Home Entertainment, que distribui Star Wars - e a produção da Lucasfilm, empresa de George Lucas - esteja promovendo uma série de eventos. Pesquise no site, mas a Livraria Cultura do Conjunto Nacional vai abrigar encontros de fãs que estão sendo estimulados a se vestir com fantasias de seus personagens favoritos. Se você vir um bando de Luke Skywalker, de Han Solo ou Darth Vader solto pela Av. Paulista, já sabe. São os filhotes de Star Wars. No Facebook, um concurso de fotos movimentou a galera. Até domingo, é tempo de saber quem ganhou os brindes.

São 34 anos de Guerra nas Estrelas. Foi assim, traduzido, que Star Wars chegou às telas em 1977, quando George Lucas lançou o primeiro episódio da primeira trilogia. Na época, ele já anunciava que haveria outra trilogia, que seria cronologicamente anterior. Se Guerra nas Estrelas. O Império Contra-Ataca e O Retorno do Jedi contavam a construção do herói, a segunda trilogia, feita depois - mas que na cronologia geral se passa antes - trata da construção do vilão, e da transformação de Annakin Skywalker em Darth Vader. Se a primeira, depois segunda trilogia, converge para o confronto entre Luke Skywalker e Darth e a revelação de que o vilão mascarado é seu pai - liberado do lado escuro da Força ele voltará ao convívio de Obi Wan Kenobi na derradeira imagem -, a primeira trilogia mostra a transformação de Annakin, quando ele veste a capa preta e a máscara, também preta.

Os filmes agora viraram todos Star Wars, ganhando cada um a sua denominação própria - Episódio 1, A Ameaça Fantasma; Episódio 2, O Ataque dos Clones; e Episódio 3, A Vingança do Sith. Como num manual de psicanálise, o público foi vendo o pequeno Annakin ser privado da mãe e, depois, sentindo-se traído, aceitar ser cooptado pelo lado escuro da Força. A trajetória do vilão é sempre mais difícil de aceitar, mas a do herói, Luke Skywalker, é impecável e teve consultoria do mitólogo Joseph Campbell.

Todo fã sabe disso, mas em 1977, quando começou a série, George Lucas não tinha dinheiro nem tecnologia para o que se propunha a fazer. Os extras revelam justamente como cada etapa foi sendo vencida, e os desafios superados. Coisas que hoje parecem simples, como as espadas de laser, exigiram soluções baratas. Com o dinheiro arrecadado nas bilheterias - e nos produtos paralelos, numa gigantesca operação de marketing -, foi possível voltar e refazer coisas que não pareciam tão bem acabadas. Um plano que pode até passar despercebido mostra atrás de Jada, em O Império Contra-Ataca, uma parede com relevos impossíveis de detectar no começo dos anos 1980. Justamente O Império Contra-Ataca. Embora intermediário, o episódio assinado por Irwin Kershner é o melhor de todos os filmes. Nele, surge Yoda, que ensina que é possível mover o universo com a imaginação. Não apenas Star Wars, mas todo o cinema de George Lucas baseia-se nesta crença.

STAR WARS - A SAGA COMPLETA

Direção: George Lucas. Distribuição: Fox Home Entertainment. Preço: R$ 299,90

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.