Tropa de Elite e Herdeiros, Brasil na fita

Kart Racer - Alta Velocidade

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2010 | 00h00

16 H NA GLOBO

(Kart Racer). Alemanha Canadá,

2003. Direção de Stuart Gillard,

com Randy Quaid, Will Rothhaar,

Jennifer Wigmore, David Gallagher.

Garoto não consegue se comunicar com seu pai viúvo, mas há uma chance de reverter o quadro quando ele resolve competir na mesma categoria de kart em que seu coroa foi campeão no passado. Bons atores ou bom ator, Randy Quaid. É mais do que se pode dizer do diretor Gillard, que nunca se destacou muito - no cinema nem na TV, na qual tem trabalhado muito mais. Reprise, colorido, 94 min.

A Fortaleza

22 H NA REDE BRASIL

(Fortress). Austrália, 1993. Direção de Stuart Gordon, com Christopher Lambert, Loryn Locklyn, Kurtwood Smith.

Christopher Lambert - presente no elenco de Minha Terra, África, em exibição nos cinemas - é enviado para prisão de segurança máxima depois que a mulher e ele desafiam o "sistema". Ela engravida e vai ter um segundo bebê, o que é proibido na sociedade do futuro em que se passa a trama, e é claro que o diretor do estabelecimento é um sádico (poderia ser diferente?) Embora seja mal escrito e a "ação", propriamente dita, seja fraca, este filme foi um grande sucesso de público e teve até uma continuação. Tem cara de terror, e isso faz sentido. Afinal, Stuart Gordon fez Re-Animator, que era melhor. Reprise, colorido, 95 min.

Garantia de Morte

23H10 NO SBT

(Death Warrant). EUA, 1990. Direção de Deran Sarafian, com Jean-Claude Van Damme, Robert Guillaume, Cynthia Gibb, George Dickerson.

Van Damme faz integrante da Polícia Montada do Canadá que vai incógnito para a cadeia, tentar descobrir quem está matando lá dentro. O disfarce é descoberto e o baixinho tem de bater e arrebentar. Pode parecer convencional, mas, como espetáculo de ação, é bom. Reprise, colorido, 85 min.

A Máquina do Tempo

3 H NA REDE BRASIL

(The Time Machine). EUA, 2002. Direção de Simon Wells, com Guy Pearce, Jeremy Irons, Samantha Mumba.

O diretor Simon Wells, tataraneto do escritor H.G. Wells, assina o remake do filme baseado na história do cientista que cria máquina para viajar no tempo e se projeta no futuro em que a humanidade está em guerra. A versão dos anos 1960, de George Pal, com Rod Taylor, era melhor. Os efeitos desta aqui mais comprometem do que ajudam a narrar a história. Reprise, colorido, 95 min.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - Lenda Urbana, de Jamie Blanks, com Jared Leto, Alicia Witt, Rebecca Gayheart, Joshua Jackson, Loretta Devine e Tara Reid, terror sobre garota que investiga série de assassinatos e descobre que será a próxima vítima (EUA, 1998, fone 0800-70-9011); e Um Presente para Helen, de Garry Marshall, com Kate Hudson como executiva do mundo da moda que é forçada a assumir a guarda de três sobrinhos; as crianças mudam sua vida, começando por infernizá-la; uma delas é interpretada por Abigail Breslin, de A Pequena Miss Sunshine (EUA, 2004, fone 0800-70-9012).

TV Paga

Tropa de Elite

23H50 NO TELECINE PIPOCA

Brasil, 2007. Direção de José Padilha, com Wagner Moura, Caio Junqueira, André Ramiro, Maria Ribeiro, Milhem Cortaz.

O segundo da série ultrapassou 8 milhões de espectadores e ainda tem corrida para chegar a 10 milhões. Mesmo que a cifra não seja alcançada, o Capitão Nascimento, promovido a coronel em Tropa 2, terá feito história no cinemas brasileiro. Wagner Moura é excepcional como o herói que transforma o Bope numa máquina de guerra, mas é ainda melhor no segundo filme, ao descobrir no que se transformou a instituição à qual dedicou sua vida. Um filme polêmico, vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim. Reprise, colorido, 118 min.

Os Sapatinhos Vermelhos

1 H NO TCM

(Red Shoes). Inglaterra, 1948.

Direção de Michael Powell e Emeric Pressburger, com Anton Walbrook, Marius Goring, Moira Shearer.

Há um culto a este filme e seu oficiante é Martin Scorsese, que não se cansa de proclamar seu amor pela forma como Powell

e Pressburger contam a história da jovem bailarina dividida entre seu amor pelo compositor e o agradecimento ao autoritário diretor da companhia de dança (que a transformou numa estrela). O uso da cor e da cenografia, o visual, a dança que integra e não interrompe o relato, tudo contribui para a aura do filme. Scorsese gosta de definir o cartaz da TV paga como uma das raras manifestações de arte total, integrando todas as artes no mesmo processo. Reprise, colorido, 133 min.

Os Herdeiros

2H10 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1970. Direção de Cacá Die-gues, com Sérgio Cardoso, Odete Lara, Grande Otelo, Isabel Ribeiro, Jean-Pierre Léaud, Mário Lago.

A aventura tropicalista de Cacá Diegues, que reflete sobre 50 anos de Brasil com o filtro da Rádio Nacional. A trama acompanha a derrocada de grande família de cafeicultores e as injunções econômicas e políticas do Estado Novo à inauguração de Brasília, tudo narrado de forma alegórica, não tradicional. Pode até não ser para todos os gostos, mas vale conhecer. Reprise, colorido, 103 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.