'Tropa de Elite 2' é a aposta do Brasil no Oscar 2012

O maior sucesso em um século de cinema brasileiro vai ser nosso representante na pré-disputa pelo próximo Oscar de filme estrangeiro. Candidato natural, com seus 11 milhões de espectadores em menos de três meses, "Tropa de Elite 2" desbancou 14 filmes menores em alcance e em orçamento, entre eles os blockbusters "Assalto ao Banco Central" e "Bruna Surfistinha". Seria o fim da crença de que não se deve tentar emplacar em Hollywood um representante do gênero em que os donos da festa são experts?

AE, Agência Estado

21 de setembro de 2011 | 09h47

Esse havia sido o argumento usado quatro anos atrás, quando o primeiro Tropa foi preterido pela então comissão de seleção em favor de "O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias", de Cao Hamburger. O filme não chegou à disputa final pelo Oscar, arrematado pelo austríaco "Os Falsários".

Na ocasião, alegou-se que, analisados os vencedores anteriores, a história do menino de 11 anos separado dos pais às vésperas da Copa de 70, por dar um "tratamento humano da criança", seria mais competitiva do que a cruzada antitraficantes e anticorrupção do truculento Capitão Nascimento. "Tropa" acabaria conquistando o Urso de Ouro em Berlim.

"Acho que o Tropa 2 tem qualidade e perfil para brigar por uma vaga, sim. Hollywood está mudando, evoluindo e se atualizando em questão às temáticas dos filmes estrangeiros que são indicados", disse o produtor Marcos Prado.

A escolha de "Tropa 2" como representante brasileiro vem em ótima hora. O filme estreia em seis cidades dos EUA em 11/11. "Já estávamos trabalhando a divulgação por lá, em Seattle, Los Angeles, Nova York... Agora é ajustar a estratégia para fazer com que os votantes da Academia vejam o filme, colocar anúncios nos jornais, revistas, mandar convites. E, claro, continuar sonhando", declarou Prado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaOscarTropa de Elite 2

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.