Tributo a Paulo Emilio

Ele foi um dos principais defensores do cinema nacional. Assim, nada mais justo que Paulo Emilio Sales Gomes (1916-1977) fosse homenageado no Festival de Brasília. Na quinta-feira, será lançado o livro O Homem Que Amava o Cinema e Nós Que O Amávamos Tanto, coletânea de artigos organizados por Maria do Rosário Caetano.

O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2012 | 03h08

Com introduções de Lygia Fagundes Telles (ex-mulher de Paulo Emílio) e Antonio Candido, o livro traz textos alentados de Walnice Nogueira Galvão, Carlos Augusto Calil, Ismail Xavier e Adilson Mendes, entre outros. A obra não será vendida, apenas distribuída durante o festival. / UBIRATAN BRASIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.