'Três Irmãs' poderá render webnovela

Para cativar o público jovem, cada vez mais ligado em internet e menos interessado em novelas, o próximo folhetim das 19 horas da Globo, Três Irmãs, poderá interagir com o telespectador de uma maneira inovadora na teledramaturgia do País: por meio de uma webnovela, ligada às situações da trama, mas com novos personagens e feita com a colaboração do internauta.Tudo faz parte da nova estratégia da emissora de criar um universo paralelo em que os personagens e os cenários de Três Irmãs ultrapassem a ficção e se "materializem" na web, como se fossem reais. Assim, além de blogs dos personagens, foi criado o site www.vidigalplaza.com.br, do hotel que, na trama, os vilões tentarão construir na paradisíaca cidade fictícia de Caramirin."A idéia da webnovela só vai se concretizar se o público reagir às ações de interatividade", explica Thiago Aiashe, responsável por desenvolver essas estratégias de interação com novas mídias.A participação do público na novela, porém, ficará restrita ao mundo virtual. "Não gosto que ninguém meta o bedelho na minha novela. Novela não é Big Brother", avisa o autor Antônio Calmon. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.