Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook

Três homens são condenados pelo assassinato da cantora Loalwa Braz

Artista do grupo Kaoma fez sucesso com o hit 'Chorando Se Foi'; ela foi encontrada morta em janeiro de 2017

O Estado de S. Paulo

10 Janeiro 2018 | 09h48

Os três homens acusados de matar a cantora Loalwa Braz, do grupo Kaoma, foram condenados pelo assassinato da artista pela 1.ª Vara de Saquarema (RJ), onde o crime ocorreu, em janeiro de 2017. 

A cantora foi encontrada morta dentro de um carro incendiado em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, no dia 19 de janeiro do ano passado.

Loalwa ficou nacionamente conhecida pelo hit de lambada Chorando se Foi, nos anos 1980.

Segundo o blog de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, Wallace de Paula Vieira, caseiro na pousada onde ocorreu o crime, foi condenado a 37 anos de prisão. Gabriel Ferreira dos Santos e Lucas Silva de Lima pegaram 28 e 22 anos pelo latrocínio (roubo seguido de morte).

Mais conteúdo sobre:
Kaoma latrocínio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.