Três bailarinos cubanos obtêm asilo nos EUA

Três ex-integrantes do Balé Nacional de Cuba receberam asilo político nos Estados Unidos, informou o advogado dos bailarinos. Eles decidiram permanecer nos EUA enquanto o Balé estava no país em turnê. Adiarys Almeida, de 19 anos, Cervilio Amador, de 20, e Gema Díaz, de 21, tiveram seu pedido de asilo político aceito pelas autoridades americanas da imigração porque o Balé Nacional é considerado como um departamento do governo de Cuba. Além disso, eles convenceram as autoridades de que seriam perseguidos caso voltassem à ilha. Os três bailarinos fizeram seu pedido de asilo em outubro de 2003. Eles passaram os últimos meses tendo aulas de balé com grupos americanos e até chegaram a se apresentar nos Estados Unidos. No natal, por exemplo, os cubanos subiram ao palco numa performance de O quebra-Nozes, de Tchaikovski.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.