Trapalhadas infindáveis

Sol e Mercúrio em conjunção a Vênus; Lua míngua Vazia em Peixes

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2011 | 00h00

O essencial espetáculo da Vida é invisível aos olhos físicos, mas perceptível ao sexto sentido, que é a mente. Na mente nossa humanidade se complica, porque retorce e distorce ao ponto de ficar confusa. Porém, na mesma mente em que nossa humanidade se perde está o germe de sua orientação. Para isso só é necessário dar um pouco mais de atenção à vocação interior, àquilo que em nome de decisões pragmáticas do dia a dia foi sendo deixado de lado, mas que agora adquire sua devida importância. Em dias como ontem e hoje a alma subjetiva de nossa humanidade reconhece que deveria suspender sua atividade produtiva e se dedicar ao ócio. A civilização, porém, ainda não comporta esse tipo de atitude. Como resultado, trapalhadas infindáveis.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Divertido não está, mas mesmo assim há motivo de celebração. É que enquanto o mundo sofre os trancos e solavancos próprios de sua desintegração o panorama não poderia ser divertido, mas ao mesmo tempo esse é promissor.

TOURO 21-4 a 20-5

O que hoje aparece como problema amanhã, na melhor das hipóteses, você terá identificado como solução. O verdadeiro problema consiste no grau de resistência às inexoráveis transformações que estão em marcha.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Exorcize de sua mente a ideia de que as complicações da atualidade sejam uma espécie misteriosa de castigo, pois nada é assim. O aparente castigo é na verdade a maior oportunidade de evoluir dos últimos tempos.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Faça vagarosamente aquilo que lhe for pedido com urgência. Quanto maior for a pressa, mais atenção você preste ao que estiver em andamento para não seguir os conselhos distorcidos da ansiedade, a inútil companheira.

LEÃO 22-7 a 22-8

Originalmente era para ser tudo simples, sem complicações. Porém, as circunstâncias foram crescendo em tamanho e perspectiva e se chegou ao momento atual, em que a vontade original foi submetida às circunstâncias.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Dê um passo após o outro, faça tudo com comedimento, sem grande alarde de nada, mesmo nos momentos em que haja o que celebrar. Acontece que uma série de limitações está em andamento e não será simples superá-las.

LIBRA 23-9 a 22-10

Os problemas em andamento não poderiam ser solucionados a não ser em conjunto, pensando grupalmente. Assim, uma vez iniciado o processo, que é revolucionário, esses problemas se transformariam em soluções.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Aproveitar o disponível em vez de continuar lutando pelo ideal não seria, no momento, comprometer seus princípios. É que há certa pressa que deve ser respeitada. Depois você retomará suas exigências costumeiras.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

As portas se abrem e fecham o tempo inteiro e no momento atual essa alternância adquiriu frequência vertiginosa. Fica difícil por isso entender se está tudo bem ou se por acaso sua alma deveria preocupar-se.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

A prudência é boa, mas no momento atual pode ser enganosa, já que surgindo uma onda completamente nova de civilização você não poderia aproveitá-la devidamente abstendo-se de assumir alguns riscos.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

As pessoas costumam falar de seus problemas sem ouvir os alheios. Se além de ouvir elas escutassem, perceberiam que não há problemas próprios e alheios, só há problemas humanos que se resolveriam em conjunto.

PEIXES 20-2 a 20-3

Que as circunstâncias obrigarem você a sair do estado de letargia resultante do acomodamento prolongado isso será o melhor que poderia acontecer. Não parece, mas é. Começar do zero é a oportunidade de renascer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.