Tônia Carrero fala sobre sua vida em nova peça

Por muito tempo ninguém queria ouvir o que Tônia Carrero tinha para falar. Sua bela imagem, de maiô, era o suficiente para levar muita gente aos cinemas. Foi assim que ela apareceu em Querida Suzana, seu primeiro filme, rodado no final dos anos 40. Não tinha falas, nem camarim. E a tal roupa de banho teve de sair do bolso de Carlos Thiré, com quem era casada na época. Talvez ela ainda não tivesse muito o que dizer naquele tempo. Hoje, aos 80 anos, Tônia tem tantas histórias para contar que fica difícil espremê-las dentro de 70 minutos, tempo de duração de sua nova peça, Amigos Para Sempre. Sozinha no palco, ela fala sobre sua vida. "Conto histórias intercaladas com poesia e prosa da autoria de amigos que me influenciaram para sempre", diz. Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Paulo Mendes Campos, Carlos Drummond de Andrade, Rubem Braga e Clarice Lispector eram alguns dos colegas que Tônia encontrava nas domingueiras de Aníbal Machado, pai da escritora Maria Clara Machado. Entre eles, ela era apenas Mariazinha, a garota bonita da turma. A mais bonita, aliás. Ninguém ali poderia imaginar que os traços perfeitos daquela moça escondiam um talento raro. Para que alguém percebesse sua arte, Tônia precisou ficar feia. Afinal, aquele era um tempo em que belas curvas e expressivos olhos azuis não garantiam espaço entre a rebeldia avançada dos artistas. Nos anos 50, Para encarnar a prostituta de Navalha na Carne, ela engordou oito quilos e abandonou o figurino chique. Como recompensa, ouviu da crítica: "Se ela não fosse tão bela, teríamos notado seu talento antes". Sobre seus três casamentos, a atriz fala: "Todos com quem casei cometeram o mesmo erro: tinham a mania de competir comigo. Agora, desisti dessas coisas. Minha idade assusta os homens. Quem vai se interessar por uma mulher de 80 anos? Também não tenho mais paciência para mentir a idade e nem para esconder meus defeitos. Em Amigos Para Sempre, o público verá exatamente isso, uma Tônia Carrero transparente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.