Kim Kyung-Hoon/Reuters
Kim Kyung-Hoon/Reuters

Tom Cruise se diz fã de heróis de ação desde criança

Ator volta a interpretar o agente secreto Ethan Hunt em 'Missão: Impossível - Protocolo Fantasma'

EFE,

01 de dezembro de 2011 | 13h53

Tóquio - Na apresentação do quarto filme da saga de ação Missão Impossível em Tóquio, no Japão, o astro de Hollywood Tom Cruise confessou nesta quinta-feira que desde criança gosta dos "grandes desafios" dos heróis de ação.

Aos 49 anos, o ator que em Missão: Impossível - Protocolo Fantasma voltou a interpretar o agente secreto Ethan Hunt, descobriu-se um apaixonado por ação desde que, aos três ou quatro anos de idade, pulou do telhado da garagem de sua casa "com um paraquedas feito com lençóis".

"No momento em que meus pés se desprenderam do telhado percebi que não era uma boa ideia", lembrou o ator.

Apesar do incidente, o ator reconheceu que sempre quis passar por esse tipo de desafio: "Amo o que faço", revelou na entrevista de apresentação do filme.

A obra é dirigida por Brad Bird, responsável pelos filmes de animação Os Incríveis e Ratatouille.

Para o ator americano, produtor ao lado de J.J. Abrams, diretor do filme anterior, trabalhar com Bird foi "muito emocionante".

"Não importa se dormimos pouco alguns dias e as jornadas de trabalho tem 36 horas" para terminar uma gravação: "O importante é ter feito algo que gostamos", disse.

Protocolo Fantasma, gravado em Dubai e Praga, conta, como nos longas anteriores, com diversas coreografias de ação típicas do "cinema de pipoca e entretenimento", confessou Cruise.

A saga cinematográfica Missão Impossível, inspirada na série de televisão americana das décadas de 60 e 70, gerou cerca de U$ 1,4 bilhão até o momento.

O primeiro filme foi dirigido por Brian De Palma em 1996, o segundo chegou pelas mãos de John Woo em 2000 e o terceiro com J.J. Abrams na direção estreou em 2006, com o ganhador do Oscar Philip Seymour Hoffman como vilão principal.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Missão ImpossívelTom Cruise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.