Todos os códigos de Leonardo da Vinci, em mostra na Oca

Leonardo da Vinci (1452-1519) foi o gênio universalista - e esse já é um clichê. Mas agora é possível ver de perto os desdobramentos da mente de um homem que não foi apenas o pintor de obras-primas do Renascimento como a Mona Lisa (Gioconda), A Última Ceia, Anunciação, belas madonas, do estudo das proporções perfeitas do Homem Vitruviano, mas um inquieto inventor e pioneiro que conseguiu, em quase 70 anos, idealizar muitas das coisas que hoje nos são corriqueiras, como tanque de guerra, submarino, bicicleta, helicóptero, salva-vidas, relógio engenhoso. Isso, há mais de 500 anos. Tudo está lá, a diversidade de um único homem, na mostra Leonardo da Vinci - A Exibição de um Gênio, que será inaugurada nesta quarta-feira para convidados e na quinta para o público, na Oca, no Parque do Ibirapuera.Em São Paulo, trata-se da maior exposição já realizada sobre várias das facetas de criação do mestre italiano Da Vinci, apresentada dessa maneira ampla apenas em Roma e Moscou - mas, aqui, a mostra traz peças inéditas. Levou mais de uma década para ser concretizada porque a idéia foi construir uma grande leva (mais de 100) de reproduções de máquinas e invenções do artista por meio da interpretação de seus escritos e desenhos originais. Na Itália, em Roma, esse projeto já vem sendo realizado há tempos pela Anthropos Foundation, cujo presidente, Modesto Veccia, um especialista em Da Vinci, é curador e fundador do Il Gênio di Leonardo da Vinci Museo. Mas, a partir da proposta de Veccia de se associar à entidade RYP Australia Major Projects, foi possível viabilizar a grande mostra que pode rodar o mundo e permitir a um público amplo e diverso, desde crianças a adultos, adentrar no universo de criação de Leonardo. ?Se apenas uma pessoa se sentir inspirada a criar, como Leonardo fez séculos atrás, já valeu a pena?, diz o australiano Bruce Peterson, curador da exposição e diretor da RYP Australia Major Projects.Tarefa para EspecialistasPrecisamente oito artesãos se dedicaram a produzir, usando, em grande parte, madeira e ferro, as máquinas e invenções de Leonardo da Vinci. Vale dizer que tudo na mostra, mais de 150 peças, é reprodução - há desenhos (entre eles, os de anatomia) e há quadros além das 75 máquinas (10 inéditas) - porque os originais não podem viajar, tão alto (milhões e milhões de dólares ) é o seguro das peças.A exposição Leonardo da Vinci - A Exibição de um Gênio, que ocupa todo o subsolo da Oca, se inicia com reproduções de cinco códices, os cadernos de Da Vinci. ?Foi uma tarefa fascinante interpretar os escritos dele. Da Vinci era canhoto e muitas vezes escrevia de forma espelhada da direita para a esquerda, acredita-se, para proteger suaaglerias idéias e concepções?, conta Peterson. Como ele completa, infelizmente, a maior parte dos escritos do artista se perderam. ?Acredita-se que ele tenha escrito pelos menos 24 mil páginas, mas só 6 mil são conhecidas. Ele escreveu sobre geometria, fauna e flora, matemática, física, filosofia; fez rascunhos anatômicos incrivelmente detalhados (sob risco significativo para o comportamento herético de dissecação de corpos no início de 1500) e projetou desenhos inovadores para construção e invenções mecânicas?, segundo Peterson em texto do catálogo.Leonardo da Vinci - A Exibição de um Gênio. Oca. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n.º, portão 3, Parque do Ibirapuera, 6846-6000. 2.ª a 6.ª, das 9 às 19 horas; sáb. e dom., 10 às 20 horas. R$ 30 (na compra de ingresso para a Corpo Humano: Real e Fascinante 20% de desconto). Abertura quarta-feira, 28/2, 20 horas, para convidados, e na quinta-feira para o público

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.