Titã da Internet Peter Norton vende parte de sua coleção de arte

Trabalhos de Damien Hirst, Ed Ruscha e Roy Lichtenstein estão entre as obras de arte contemporânea e do pós-guerra a serem vendidos em um leilão da Christie's no mês que vem, que terá também 45 obras da coleção do pioneiro do Vale do Silício Peter Norton.

REUTERS

07 de fevereiro de 2012 | 16h45

O leilão no dia 7 de março, chamado First Open e que tem como objetivo colocar em evidência artistas emergentes e obras menos conhecidas de artistas estabelecidos como Andy Warhol, incluirá cinco obras doadas por artistas em prol do grupo de apoio à juventude gay The Trevor Project.

Estima-se que as pinturas de Hirst chamadas "Rubidium Chloride" liderem as vendas, arrecadando até 800 mil dólares.

"Muitas das obras representam os artistas principais do mundo da arte contemporânea que o sr. Norton apoiou desde o início da carreira", disse a Christie's em um comunicado.

Uma série anterior de obras da coleção de Norton arrecadou mais de 30 milhões de dólares na Christie's em novembro, batendo recordes para mais de uma dezena de artistas, incluindo Paul McCarthy e Barbara Kruger.

Norton, que criou programas de softwares de enorme sucesso incluindo o Norton Antivirus, que depois fundiu com Symantec, é um dos colecionadores mais ativos de obras de artistas emergentes, de acordo com a Christie's.

(Reportagem de Chris Michaud)

Tudo o que sabemos sobre:
ARTENORTON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.