"Tio Vânia" volta ao cartaz em São Paulo

Um dos melhores atores brasileiros jovens está de volta à cena. Fábio Herford, 35 anos, foi uma revelação impactante (e, apesar disso, discreta) em 2000. Marcou espectadores antenados por seu trabalho em Tio Vânia, clássico texto de Anton Chekhov, sob direção de Celso Frateschi. Vânia volta ao cartaz depois de uma bem-sucedida temporada no Teatro Ágora, e poderá ser visto, a partir de amanhã, no Tusp.Com impressionante presença de cena, o paulistano Herford vive um russo de meia idade no final do século 19, um homem fracassado e amargurado que viveu em função de ideais frágeis, sem base. O ator, que por muito tempo ganhou a vida como diretor de grupos não profissionais, teve em Vânia a oportunidade de mostrar a extensão de seu talento."Há alguns anos", diz ele, "fiz um curso sobre o trabalho do ator no teatro de Chekhov. E a peça que mais me impressionou, entre as que estudei, foi Tio Vânia. Durante muito tempo sonhei com o texto. Quando Frateschi me convidou, pensei que ele queria que eu fizesse um dos papéis secundários. Levei um grande susto quando ele me disse que queria que eu fizesse Vânia em pessoa."Ao lado de Herford, na precisa e emocionante montagem de Frateschi, atuam Augusto Juncal, Cinthia Zaccariotto, Daniela Carmona, Javert Monteiro, Mario Augelli e Nadia de Lion. O espetáculo, que permanecerá no Tusp até 1.º de julho, é resultado do trabalho do Núcleo de Investigação Teatral do Ágora, que é dirigido por Frateschi e Roberto Lage e começa a prestar importantes serviços ao teatro.Tio Vânia - Tusp (R. Maria Antônia, 264, tel.: 255-5538). Sexta e sábado, 21 h, domingo, 20 h. Ingressos, R$ 20 e R$ 10 (meia).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.