Time escolhe Putin como 'Personalidade do Ano' em 2007

A revista Time escolheu naquarta-feira o presidente da Rússia, Vladimir Putin, como sua"Personalidade do Ano" para 2007, afirmando que o dirigentehavia tirado o país de uma situação caótica para colocá-lo "notabuleiro do poder mundial", ainda que ao custo de limitar osprincípios democráticos. Putin, um ex-agente da KGB sacado da obscuridade em 1999pelo então presidente Boris Yeltsin, aparecerá na capa daedição especial da revista como a pessoa que, na opinião doseditores da publicação, produziu o maior impacto sobre oseventos mundiais em 2007, para o bem ou para o mal. "Ele não é um cara bonzinho, mas realizou coisasextraordinárias", disse o diretor-executivo da Time, RichardStengel, que anunciou a escolha de Putin no programa "TodayShow", do canal NBC. "Ele é um novo czar da Rússia e é perigoso no sentido deque não se importa com as liberdades civis. Ele não se importacom a liberdade de expressão, mas sim com a estabilidade. E édisso que a Rússia precisava e é por isso que os russos oadoram." Em seu site, www.time.com, a revista disse que Putin, filhode um operário de fábrica cujo avó cozinhou para o ditadorsoviético Josef Stalin, liderou a Rússia com uma determinaçãoinabalável, uma visão afiada do futuro e um sentimento de terincorporado o espírito da "Mãe Rússia". Dmitry Peskov, vice-porta-voz do Kremlin, afirmou que aescolha da revista servia como um reconhecimento do papel dePutin ao ajudar a Rússia a retomar seu orgulho nacional. "Sob a liderança de Putin, a Rússia ressurgiu na qualidadede um parceiro positivo e confiável quando se tratou de modelaras relações internacionais", disse Peskov. O presidente russo venceu quatro rivais na disputa pelahomenagem da Time: o ex-vice-presidente dos EUA Al Gore, queficou em segundo lugar, seguido da escritora britânica J.K.Rowling, do presidente chinês, Hu Jintao, e do comandante dasforças norte-americanas no Iraque, general David Petraeus. A escolha aconteceu dias depois de Putin ter anunciado umplano pelo qual continuará mantendo poder após o fim de seumandato presidencial, no próximo ano. O atual líder disse nasegunda-feira que ocupará o cargo de primeiro-ministro seDmitry Medvedev, um aliado fiel dele, conquistar a Presidênciarussa. Segundo a revista, a personalidade do ano, um títulooferecido desde 1927, não significa um endosso ou um prêmio depopularidade, mas o reconhecimento dos indivíduos e forças quedeterminam os rumos do mundo. "Ao custo significativo dos princípios e das idéias que asnações livres valorizam, Putin liderou seu país de formaextraordinária a fim de garantir-lhe uma estabilidade até entãopouco conhecida e levar a Rússia de volta ao tabuleiro do podermundial. Por esse motivo, Vladimir Putin é a Personalidade doAno da Time em 2007", afirmou a revista. (Com reportagem de Oleg Shchedrov em Moscou)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.