Thunderbird prepara livro sobre a MTV

Muita calma, fãs inveterados do VJThunderbird: ele não foi abolido da programação da MTV -apesar de seu nome não constar nos créditos das novas atraçõesda emissora. Thunder entrará no ar só no segundo semestre, nocomando do novo programa VJ Search (Procura-se um VJ).Enquanto goza de prolongadas férias, ele toca alguns projetospessoais, como um livro sobre os bastidores da MTV, umprograma de rádio, a finalização do CD de sua banda Devotos deNossa Senhora Aparecida e uma participação no filme OSarcófago da Múmia, de Ivan Cardoso."A grade da MTV foi modificada e eu tinha a opção devoltar no segundo semestre deste ano, o que foi ótimo para mim", explica ele. Durante esse período longe da telinha, o VJ dedicatrês dias por semana à concepção do livro sobre a MTV, aindasem título. Segundo ele, o projeto está engavetado há dois anos,desde que a emissora completou dez anos. "Eu vou contar ashistórias da MTV e também a minha trajetória de vida desde ainfância."Entre seus relatos, o autor vai descrever a primeirapassagem pelo canal de música, entre 1990 e 93, a ida para aRede Globo, o retorno para a "antiga casa", os dois anos deRede Manchete, o novo retorno à MTV, entre outrosepisódios. "Vou escrever um capítulo especial para minhainternação em uma clínica de desentoxicação", ressalta. Pormuito tempo, Thunder foi dependente de drogas.Ainda neste revival de 12 anos de MTV, o VJ conta asimpressões que teve a primeira vez que pisou na emissora. "Eunão passei por testes, fui convidado pelo então diretor do canalRogério Gallo", diz. "Quando vi o Gastão (Moreira) e o Rodrigo(Leão), eu pensei: ´Esses caras são playboys, sabem falar inglês, têm carro do ano. O que eu estou fazendo aqui? Eu sou povão, doABC.´" Entre ser um apresentador careta e ser ele mesmo,escolheu a segunda opção. Acabou deixando sua marca.Em meados da década de 90, recebeu o convite paraapresentar o Hollywood Rock na Globo, sem precisar abandonara MTV. O canal de música não quis dividir seu VJ com outraemissora. Ele então partiu para a Rede Globo, com a promessade ganhar um programa de música (que se chamou TV Zona),apresentar o carnaval e participar do Fantástico. "Na época, o Zeca Camargo, diretor da emissora, perguntou para mim: ´Nossa você vai mesmo apresentar o ´Fantástico´", alfineta Thunder,não escondendo suas desavenças com Zeca, hoje apresentador domesmo programa.Geladeira - Para o VJ, ele ficou na temida geladeira daGlobo porque a emissora não esperou mais tempo para seu TVZona se firmar. "Quando era exibido primeiro no sábado àtarde e, depois, no domingo de manhã, o programa conseguia boaaudiência", garante. "Até o Silvio Santos colocava o programado Serginho Groisman no mesmo horário para competir comigo."Em negociação com algumas editoras, Thunderbird diz queseu livro reunirá memórias alegres, tristes e até picantes."São 12 anos de casamento com a MTV. Nós nos separamos duasvezes, mas voltamos", brinca. Sob o ponto de vista de quem foium dos pioneiros da MTV, ela passou por um inevitávelcrescimento. "O canal ampliou seu leque de opções, está maisvariado, dá mais lucro, se preocupa mais com a audiência. Masacho isso genial, é preciso crescer e mudar", pondera ele.Quanto a seu novo programa na TV, VJ Search, ele odefine como uma espécie de "VJ por um Dia", só que para valer."Desta vez é sério: é um concurso de VJ, vamos procurar alguémpara trabalhar na MTV", antecipa. Já em relação a seu projetona rádio, Thunderbird não revela muita coisa, a não ser que vaise chamar Se É Que Você me Entende. Outro projeto que devevingar neste semestre é o CD de seu grupo Devotos, batizadoinicialmente Rock n´ Rollzão Básico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.