The Cure e nostalgia no Anhembi

Robert Smith e o histórico The Cure fazem hoje um aguardado para cerca de 30 mil pessoas em São Paulo, na Arena Anhembi. Trata-se da etapa paulistana de uma turnê de reunião com integrantes originais da banda, iniciada em 2011, quando Smith, mais Roger O'Donnell, Jason Cooper e Reeves Gabrels, reuniram-se para tocar discos como Desintegration, de 89, na íntegra.

ROBERTO NASCIMENTO , O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2013 | 02h17

O show de hoje não se atrelará a um álbum específico, mas promete uma viagem de três horas e meia por hits e obscuridades de uma das bandas indie mais adoradas de todos os tempos. De acordo com a set list do show que a banda fez no Rio, esta semana, o pot-pourri agradará fãs assíduos do cabeludo e maquiado Smith, uma trupe tão significativa, que o Estádio do Morumbi foi o primeiro lugar reservado para o show de São Paulo. Desintegration e Wish, de 92 estão bem representados, com sete músicas cada. The Top, de 1984, The Head On The Door, de 1985 e Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me, de 87 são as joias de connaisseurs do The Cure.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.