Terrorismo deixa de ser tabu em seriados de TV

Três semanas depois dos ataques aosEstados Unidos, o tema "terrorismo" deixou de ser uma batata quente nas mãos das emissoras de TV americanas. Referências aos atentados e a Osama bin Landen, que foram retiradas de seriadosque estavam prestes a entrar no ar, passaram a ganhar destaque em vários programas de ficção. A NBC saiu na frente com episódiosespeciais de The West Wing e Third Watch, enquanto a CBSanuncia que tirou da gaveta um capítulo da nova série TheAgency sobre bioterrorismo.Na vanguarda da mudança de atitude está o produtor Aaron Sorkin,criador de The West Wing. Enquanto todo mundo pisava em ovoscom o tema, ele resolveu adiar a estréia da nova temporada dasérie para rodar um episódio especial baseado na tragédia. O assunto do episódio, chamado Isaac and Ishmael, é mantidoem segredo. Uma campanha de marketing maciça, em que os atoresMartin Sheen e Bradley Whitford convidam o público a refletirsobre o tema, deve gantantir uma audiência alta aoprograma.A NBC não encarou inicialmente a ousadia de Sorkin, que sugeriuo tema já nos dias seguintes da tragédia. O presidente daemissora, Jeff Zucker, disse que pediu tempo antes de tomar umadecisão. Uma semana depois, o produtor mostrou o roteiro doprograma, que o executivo chamou de "tocante e envolvente". "Ele vai fazer com que o público pense e fale sobre as questõescom as quais a gente tem de lidar agora." Em uma época depatriotismo exacerbado, a NBC acredita que The West Wing vaiatrair ainda mais a atenção do público americano, que teminteresse em saber o que acontece nos bastidores da CasaBranca.The West Wing já lidou com o terrorismo antes do assunto ganhar novo fôlego. Em um episódioanterior, o presidente decide a maneira como vai retaliar aderrubada de um avião militar no Oriente Médio. Em um programade janeiro do ano passado, uma disputa entre Índia e Paquistãolevou o presidente a considerar a possibilidade de um conflitonuclear. O episódio original de estréia da nova temporada vai aoar no dia 10. O tema deste é a decisão de Bartlet de disputar aeleição para um segundo mandato na Casa Branca. Ele também deverevelar ao público que sofre de esclerose múltipla.A série Third Watch, sobre policiais, bombeiros eparamédicos da cidade de Nova York, vai lidar com o tema dosatentados terroristas não em um, mas em três episódiosespeciais. O programa vai tratar da questão do trabalho deserviços de emergência no World Trade Center depois da colisãodos aviões. Vários bombeiros e policiais que estavam lá vãocontar suas próprias experiências e interagir com o elenco doprograma, de acordo com o produtor John Wells.O primeiro dos três episódios especiais vai ao ar no dia 15 comuma homenagem aos mais de 300 bombeiros e policiais que sãodados como mortos no desabamento dos edifícios. O episódio dodia 22 tem o título de September 10 e vai tratar dehistórias pessoais e profissionais na vida dos personagens navéspera dos ataques terroristas. O programa do dia 29, NewBeginnings, vai mostrar o sofrimento de bombeiros, policiais e paramédicos uma semanadepois da tragédia. Tanto The West Wing quanto ThirdWatch são exibidos no Brasil pelo canal de TV por assinaturaWarner.The Agency, por sua vez, vai lidar com um ataque de anthraxem Washington. O episódio, que deveria ter sido exibido nasemana passada, vai ao ar no dia 11. Segundo o produtorexecutivo Wolfgang Petersen, é importante que uma série sobre aAgência Central de Inteligência (CIA) trate de um tema como estee reflita sobre o que acontece atualmente nos Estados Unidos. "Em vezde fugir do assunto, vamos encará-lo." Não há informações sobreo que vai acontecer com o episódio original de estréias, quelidava com Osama bin Laden e um ataque terrorista naInglaterra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.