Termina amanhã inscrições para a Feira Música Brasil

A Feira Música Brasil (FMB) encerra amanhã, às 23h59, o prazo de inscrição de bandas e artistas interessados em se apresentar na terceira edição do evento, que será realizado de 8 a 12 de dezembro, em Belo Horizonte. A feira, criada pelo Ministério da Cultura e realizada pelo Centro de Música (Cemus) da Fundação Nacional de Artes (Funarte), em parceria com o Conselho Rede Música Brasil, já recebeu cerca de duas mil inscrições.

ROGER MARZOCHI, Agência Estado

04 de novembro de 2010 | 18h03

"É o dobro do ano passado", comemora Carlos "KK" Mamoni Junior, diretor-executivo da FMB. "É um grande avanço, porque conseguimos fazer um edital totalmente digital", explica. A inscrição pode ser realizada por meio do site www.feiramusicabrasil.com.br.

A princípio serão selecionados 30 grupos de todo o Brasil, com uma reserva de 20% para os artistas mineiros. Mas "KK" acredita que mais conjuntos poderão ser contemplados devido à grande procura. Segundo ele, o objetivo é dar espaço para a expressão da música em todo o País, independente de estilo. Podem se inscrever bandas de rock, MPB, música eletrônica, DJs, cantores e conjuntos de câmara, entre outros. "Queremos a diversidade, com a representação do som de todas as macrorregiões do País."

No ano passado, no Recife, foram selecionadas bandas e artistas como A Trombonada, André Abujamra, Anna Ratto, Aurinha do Coco, Banda Naurêa, China, Cidadão Instigado, Daniel Migliavacca, DJ Dolores, Fabiana Cozza, Fino Coletivo, Josildo Sá, Júpiter Maçã, Kassin, Macaco Bong, Milocovik, Mundo Livre S/A, Murilo da Rós, Nina Becker, Orquestra Contemporânea de Olinda, Paula Morelenbaum, Samba de Rainha, Silvia Machete e Wilson das Neves.

Os trabalhos serão selecionados por 13 curadores e outros três responsáveis em avaliar grupos de música erudita. Os artistas selecionados receberão uma ajuda de custo, cujo valor depende da categoria escolhida no momento da inscrição. Além das apresentações que serão escolhidas por meio do edital, artistas consagrados também devem subir ao palco. Haverá ainda seminários e rodas de negócio com o objetivo de unir a cadeia produtiva da música brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.