Terças de Dança apresenta In Compagnia

A variedade é a marca desta semana no Terças de Dança, no estúdio Nova Dança. O evento, promovido todas as terças-feiras, a partir das 21h30, tem como objetivo oferecer um espaço a artistas que queiram apresentar seu projeto de pesquisa. Para a noite de amanhã a programação é especial e oferece um repertório com cinco trabalhos coreográficos, entre eles um fragmento dos italianos e brasileiros da In Compagnia, grupo criado em 1995 e residente no Teatro Comuna Baires de Milão.Fragments, como o próprio nome já diz, faz parte de uma peça, um projeto de pesquisa desenvolvido pela In Compagnia e será apresentado no ano que vem, em Milão, na Itália. A coreografia apresentada amanhã terá dez minutos de duração. A concepção e a criação ficam por conta de Eugênio de Mello, a música de Schwartz e Rasmus e o figurino leva a assinatura de Donella Buca.Grafite em Cor é uma peça de oito minutos, dirigida por Daniele Calichio e têm como intérpretes-criadores Alessandra Costa e Paula Salles. Aqui a matéria-prima para a pesquisa é o grafite natural, utilizado para a escrita, uma lapidação do carvão. A partir de técnicas de improvisação as bailarinas lapidaram movimentos presentes em nosso dia-a-dia para a linguagem da dança.Já A Dama de Companhia, de Anie Welter, direção de Sidnei Caria e iluminação de Mirela Brandi, em dez minutos leva ao palco uma variada gama de linguagens: parte das técnicas da nova dança e dança brasílica, passando pela dança-teatro e pelo teatro, circo e artes plásticas.O estado psicológico e emocional são o ponto alto de A Raiz, criação de Luís Damasceno e interpretação de Érika Moura e Luciano Schwab. Em dez minutos o público poderá conferir em uma única cena dois personagens, praticamente imóveis, que agem como espelho de sensações íntimas de cada um deles.Para fechar a noite, Uva Passa, de Lívia Seixas e dirigida por Cristiane Paoli Quito. Esse solo parte da improvisação e mostra duas mulheres: "a Branca de Neve, à espera de um príncipe, e a mulher uva-passa - aquela mais experiente," conta Lívia. O público poderá conferir a atuação clown da intérprete que envolve a platéia no jogo cênico.Esse semestre, o Estúdio Nova Dança, além de dar continuidade a aos seus projetos, abre espaço para o debate com a inclusão de cursos e workshops como Dança Contemporânea e Exploração do Movimento, de Lu Favoreto, do dia 22 a 24 e Nova Dança Contato e Improvisação, de Tica Lemos, entre os dias 25 e 27.Terças de Dança - Duração: 60 minutos. Amanhã, às 21h30. R$ 5,00. Estúdio Nova Dança. Rua 13 de Maio, 240, tel. 259-7580.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.