"Terça Insana": loucura com lugar marcado

Um susto para quem sempre viu o Avenida Clube como o reduto da salsa, rumba e tcha-tcha-tcha. A partir de hoje, a casa noturna de Pinheiros esconde suas maracas atrás do palco e abre espaço para as sandices de Aline Dorel, Cinderela, seu Lili, Maria Botânica e mais uma dezena de personagens que compõem o elenco da Terça Insana, o mais bem-sucedido espetáculo de humor da cidade. Depois de um ano e dois meses espremida no minúsculo palco do Teatro Next, a atração migrou para o Avenida, onde a lotação é de 500 lugares, com capacidade para a instalação de mais 100 cadeiras extras. Da época do Next, o elenco da Terça Insana pretende carregar apenas a irreverência."Agora o público pode comprar lugares marcados, instalamos um telão para facilitar a visão das mesas mais distantes, o show começa mais cedo, o restaurante da casa estará aberto antes do início da sessão e, a pista de dança, depois", diz a atriz Grace Gianoukas, diretora da atração. "A mudança de endereço se deu para aumentar o conforto das pessoas, mas nossa proposta de trabalho, baseada na crítica social, permanece intacta".Grace, que se consagrou no papel de Aline Dorel, a atriz decadente viciada em Lexotan, mostra hoje uma nova personagem, Norma, uma mulher que se esforça para se adaptar à moral dos novos tempos, mas nem sabe que moral é essa. "O marido a trocou por uma mulher mais jovem, mas ela tenta achar normal. Os filhos a surpreendem com experiências sexuais pouco ortodoxas, e ela insiste em achar normal. Mas sempre abandona o palco chorando, pois no fundo não consegue acompanhar absolutamente nada", adianta a atriz.O tema do espetáculo de hoje é a guerra, em suas mais diversas vertentes: a guerra da audiência, a guerra contra a celulite, a guerra contra os cupins... O ator Luis Miranda, que integra o Teatro da Vertigem e pôde ser visto nas montagens de O Livro de Jó e Apocalipse, a partir de hoje passa a integrar o elenco fixo da Terça Insana. Seu personagem: uma baiana envolvida na guerra do acarajé. A mudança de QG é apenas uma das novidades da Terça Insana para este ano. Grace Gianoukas pretende agora coordenar um centro de treinamento de jovens autores e comediantes. Traduzindo: a Terça Insana vai virar franquia."Nos últimos meses fomos convidados diversas vezes para apresentar nossos números em eventos, casas noturnas e bares", diz a atriz. "Nunca conseguimos assumir esses compromissos. Mas agora vamos treinar novos comediantes em esquetes que podem ser apresentados em vários locais. E forneceremos para estes grupos uma espécie de ´carimbo Terça Insana de qualidade´". Se cuida, Escolinha do Professor Raimundo.Terça Insana, no Avenida Clube, Rua Pedroso de Moraes, 1036, tel.: 3814-7383. Hoje, às 22h. Ingressos: de R$ 7 a R$ 20.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2003 | 10h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.